Parcelamento de IPVA

O parcelamento de IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) é uma alternativa oferecida para facilitar a quitação e garantir que você esteja dentro das leis de trânsito. Afinal, este é um imposto obrigatório que deve ser pago anualmente. Por ser um tributo estadual, as alíquotas variam conforme a região, podendo chegar até a 4% sobre o valor venal do veículo.

No site do DOK Despachante, é possível checar o valor do IPVA dos próximos anos e regularizar as parcelas que estão atrasadas. Além disso, no nosso blog, você encontra uma série de dicas e informações úteis para não perder os prazos e não entrar em dívidas. Confira tudo sobre o IPVA e saiba como regularizá-lo de forma prática e segura.

IPVA

O IPVA é um tipo de imposto estadual pago anualmente pelos proprietários de automóveis, motocicletas, caminhões e ônibus. O valor do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores possui alíquota que varia de estado para estado – de 1% a 4% –, de acordo com o valor do veículo e seu ano de fabricação.

Como funciona o IPVA

Para a determinação do IPVA é utilizada a Tabela Fipe, um levantamento referente à média dos preços de venda de veículos novos, seminovos e usados no Brasil, ou seja, o valor venal. Mensalmente, é publicado um novo levantamento pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, diferenciando os veículos por marca, modelo e ano.

Todos os pagamentos são retidos pelos respectivos estados, que ficam com 50% do total juntamente com o Distrito Federal, e os municípios com os outros 50%. Portanto, multiplica-se o valor venal pela alíquota do estado em que o veículo é registrado.

É necessário ficar atento à data-limite para pagar o IPVA, que varia conforme o final da placa do veículo.

Existem casos em que é permitida a isenção do imposto, como aqueles que envolvem furto ou roubo, baixa permanente, leilão como sucata e desaparecimento do veículo. Pessoas com determinadas deficiências físicas e mentais ficam isentas.

Além disso, é concedida imunidade de IPVA aos veículos que pertencem a entidades com garantia constitucional: órgãos públicos federais, estaduais e municipais, partidos políticos, sindicatos de trabalhadores, instituições de ensino e de assistência social sem fins lucrativos e templos de todos os tipos de cultos.

A data de fabricação do veículo também pode isentar o pagamento. Confira!

  • Mais de 10 anos de fabricação: Roraima, Goiás e Rio Grande do Norte.
  • Mais de 15 anos de fabricação: Pará, Rondônia, Amazonas, Bahia, Amapá, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Paraíba, Ceará, Distrito Federal, Paraíba, Tocantins e Sergipe.
  • Mais de 20 anos de fabricação: Alagoas, Acre, Rio Grande do Sul, Paraná e São Paulo.

Tabela Fipe: alíquotas

Veja as alíquotas referentes ao estado de São Paulo.

  • Veículos movidos à gasolina e biocombustíveis: 4%.
  • Veículos que utilizam exclusivamente álcool, eletricidade ou gás: 3%.
  • Picapes cabine dupla: 4%.
  • Picapes cabine simples, ônibus, micro-ônibus, motocicletas, motonetas, quadriciclos e similares: 2%.
  • Caminhões: 1,5%.

Como consultar IPVA?

No DOK Despachante, é possível realizar a consulta IPVA pela placa e consulta IPVA pelo Renavam. Além disso, é preciso inserir seu e-mail para ter acesso a todas as pendências do veículo, como multas, licenciamento, DPVAT (Danos Pessoais por Veículos Automotores Terrestres) e mais.

IPVA atrasado: o que acontece?

O IPVA em atraso impede que o licenciamento do veículo seja feito e, sem esse documento, o condutor fica impedido de transitar com o seu carro. É isso o que determina o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) – conjunto de normas que ditam sobre o trânsito no país – em seu artigo 230, ao especificar infrações médias, graves e gravíssimas.

“Art. 230. Conduzir o veículo:
(...) V - que não esteja registrado e devidamente licenciado;
Infração - Gravíssima;
Penalidade - multa e apreensão do veículo;
Medida administrativa - remoção do veículo (...)”

A seguir estão listadas todas as consequências que o IPVA atrasado pode causar.

Apreensão do veículo

Ao atrasar o pagamento do IPVA, um dos principais riscos aos quais o proprietário de um veículo está sujeito é a remoção do veículo para o pátio do Detran. O veículo só poderá ser retirado quando pagar a taxa de remoção e quitar o imposto.

Multa

De acordo com o dispositivo legal, rodar com o veículo que não está devidamente licenciado configura infração gravíssima. A multa cobrada nesses casos é de R$ 293,47.

Pontos na carteira

Outra consequência que o IPVA atrasado pode provocar é a perda de 7 pontos na carteira, uma das punições aplicadas nos casos de infração gravíssima.

Ao somar 20 pontos dentro de um período de 12 meses, o condutor ficará sujeito a ter sua CNH suspensa por seis meses a um ano. Se o excesso for repetido nos 12 meses seguintes, há a cassação, aumentando o prazo para até dois anos.

Dívida ativa

O IPVA atrasado pode provocar a eventual inscrição do nome na dívida ativa – espécie de cadastro do governo que reúne os contribuintes em débito.

Por se tratar de um imposto cobrado anualmente, ao deixar de fazer o pagamento por mais de um ano, o proprietário já fica sujeito a ter o nome inscrito na dívida ativa. Quando isso acontece, o valor em atraso passa a sofrer incidência de altos juros, podendo, em alguns casos, até mesmo dobrar ou triplicar o valor.

Má notícia também para quem pretende vender o carro: dívida pendente atrapalha na negociação da venda, pois é difícil encontrar quem não se importe em comprar um veículo endividado.

Como saber se o IPVA atrasado está inscrito na dívida ativa?

Se você tem alguma dúvida quanto aos débitos do seu veículo, saiba que é possível esclarecer em nosso site. Basta informar o Renavam e o seu e-mail no formulário presente na página inicial, ou aqui no final desta página, e clicar em "Consulte grátis" para receber a análise.

Para pagar o IPVA do ano, é preciso saldar as dívidas anteriores?

É fundamental quitar os débitos do seu veículo para pagar o IPVA. Caso contrário, o motorista é impedido de dar continuidade ao processo, inviabilizando também a renovação do licenciamento. Isso porque, para licenciar, é exigido o comprovante de pagamento do IPVA do ano atual e anterior.

Como pagar IPVA atrasado pela internet?

Para pagar o IPVA atrasado, não é mais necessário fazer malabarismo com o seu orçamento. Aqui, no site do DOK Despachante, é possível regularizar o seu licenciamento online e pagar os débitos referentes ao IPVA atrasado em até 12 vezes no cartão de crédito.
Outra boa notícia: você pode usar mais de um cartão para isso. Veja o passo a passo!

  • Vá até o campo de “Consulta de documento”, no início desta página.
  • Informe a placa ou o Renavam do veículo que deseja licenciar e o seu e-mail.
  • Clique em “Consultar”.
  • Siga as instruções até que a operação seja concluída com sucesso!

Feito isso, basta aguardar o licenciamento chegar em seu endereço. O prazo é de até cinco dias úteis para os casos em que ainda não há inscrição na dívida ativa e de dez dias quando a dívida ativa já foi feita.

Como fazer o parcelamento do IPVA?

O parcelamento em até três vezes, liberado pelo governo, pode não ser o suficiente. Para isso, existe o DOK Despachante, onde é possível fazer o parcelamento do IPVA no cartão de crédito em até 12 vezes. É permitido, ainda, utilizar até seis cartões diferentes ou pagar uma parte no crédito e outra à vista – você é quem escolhe!

Como funciona o parcelamento no DOK Despachante?

Aqui, o parcelamento de IPVA é muito simples e rápido. Ao selecionar o cartão de crédito como forma de pagamento, você pode escolher a quantidade de parcelas desejada. Depois, preencha os dados do responsável pela cobrança, o endereço de entrega e conclua o pedido.

Se for pagar com cartão de terceiros, lembre-se de informar os dados do titular do cartão como responsável pelo pagamento.

A partir desse momento, é só acompanhar o andamento do processo por e-mail e esperar a chegada do seu documento. O prazo é de cinco dias úteis, estendendo para dez dias úteis quando há dívida ativa.

Parcelamento de IPVA no cartão é com o DOK Despachante

O DOK é o primeiro despachante online do Brasil, tendo como missão simplificar a burocracia e proporcionar diversas condições de pagamento. São oferecidos muitos serviços, como licenciamento online, parcelamento de IPVA e multas. Desse modo, você pode resolver todas as pendências do seu veículo em um só lugar.

Navegue pelo site para conhecer mais vantagens e realizar o parcelamento de IPVA em casa, no trabalho ou onde quer que você esteja!

Perguntas

Aqui estão as respostas para algumas dúvidas frequentes.

Tire todas as dúvidas

Consulta IPVA

A consulta de IPVA é possível ser feita pelo site do Detran, por lá você consegue apenas visualizar os valores, caso seu IPVA já estiver atrasado deve ser gerado um novo boleto e este deve ser pago à vista. No DOK você consulta seu IPVA e já faz o pagamento, que pode ser feito em até 6 cartões e em até 12x.

IPVA SP

O valor do IPVA no estado de São Paulo é 4% em cima da tabela fipe do veículo e o prazo para pagamento vai de janeiro a março. Caso haja atraso é possível estar gerando um novo boleto no site da Secretaria da Fazenda do estado. Se desejar parcelar, o DOK Despachante disponibiliza essa opção.

Sefaz IPVA

O Sefaz ou Secretaria da Fazenda é o órgão do estado de São Paulo responsável pela arrecadação do IPVA, através dele os valores são arrecadados e repassados à nação e aos municípios.

Detran IPVA

Em muitos estados o Detran é o responsável pela arrecadação do valor do IPVA e seu devido repasse à nação e aos municípios.

Parcelamento IPVA

O governo brasileiro libera o parcelamento do IPVA em até 3 vezes, entre janeiro a março. Caso o condutor não consiga pagar dentro desse período é recomendável buscar um despachante para realizar o processo, podendo ser parcelado o valor em até 12x.

Tire todas as dúvidas
Consulte grátis
GIF de Loading

Aguarde, consultando seu documento =)