Placa clonada: como saber, multas indevidas e o que fazer em caso de carro ou moto clonados

Por: Gregory Packs

Publicado em 08 de fevereiro de 2023 | Atualizado em 21 de dezembro de 2023

Capa de artigo sobre placa clonada | DOK Despachante ; Descrição: frente de carro com pontos de exclamação na placa. Imagem em preto e branco.

Salve, Motorista! Recebeu multas estranhas que acha que não foram suas? Pode ser caso de placa clonada!

Continue a leitura para saber como descobrir se o seu carro foi clonado e o passo a passo do que fazer em seguida.

O que é carro dublê?

Carro gêmeo ou dublê é o nome dado ao “sósia do mal” do automóvel, isto é, aquele que está irregular e anda disfarçado do seu veículo. Geralmente, os criminosos escolhem como dublê, automóveis do mesmo modelo, ano e cor do original para dificultar ainda mais a identificação do crime.

Os tipos mais comuns de veículos dublês são aqueles que fazem uso de placas clonadas. No entanto, também existem outras possibilidades de fraudes de cadastro de veículos, como documentação falsificada, alteração de chassi e demais caracteres de identificação de motor.

Dica de ouro

Lembrando que quem faz esses tipos de adulterações está sujeito às penalidades previstas no Art. 311 do Código Penal Brasileiro. E se você pensa em sair por aí sem placa para não correr o risco de tê-la clonada, saiba que essa não é uma boa ideia.

Afinal, circular com automóvel sem identificação, como nos típicos casos de moto sem placa, traseira ou dianteira, é considerado infração de trânsito gravíssima. 

Como saber se meu carro foi clonado?

Se você anda recebendo multas estranhas que você não cometeu, principalmente de estados pelos quais não passou, há forte indício de clonagem de veículo. Independentemente da placa ser do padrão Mercosul ou não, infelizmente, não há como saber da fraude de outra maneira.

Por isso, é muito importante que você consulte com frequência a situação do documento da sua moto ou carro. Saiba como fazer isso de maneira fácil e muito prática com o DOK:

Dica para evitar problemas
  • Acesse o site do DOK;
  • Insira a placa do veículo ou do Renavam;
  • Informe um e-mail válido;
  • E pronto! Veja todas as multas e débitos do seu veículo.

E pode ficar tranquilo que não vamos clonar sua placa, viu Motorista? O DOK é um despachante credenciado ao Detran, seguro, confiável e com mais de 200 mil clientes. Veja nossa reputação no Reclame Aqui.

infográfico sobre o que fazer quando a placa for clonada | DOK Despachante

Saiba mais dicas sobre veículos

Ei, Motorista! Se você chegou até aqui, achamos que também vai precisar saber disso. Confira:


Placa clonada: o que fazer?

Verificou as multas estranhas e nenhuma foi erro de preenchimento? Então, prepare-se, pois não tem jeito, você vai ter que lidar com uma série de burocracias.

A boa notícia é que já separamos o passo a passo para você ter o mínimo de dor de cabeça possível.

Dica de ouro

Confira, a seguir, o que fazer em caso de placa clonada:

1- Boletim de ocorrência para placa clonada

Leve todo tipo de prova e evidência de que as infrações não foram cometidas por você, e que reforcem a suspeita de que foi vítima da clonagem de placa.

Assim, você garante que seu nome não seja vinculado a nenhum crime que possa ser cometido com o uso do carro clonado. Embora não obrigatório, o BO é recomendado. Veja como fazer um BO online.

2- Comunicado ao Detran

Agende o seu horário nas unidades de atendimento, leve os documentos necessários e formalize a queixa da clonagem de placa.

Dica para evitar problemas

O órgão iniciará um processo de análise de veracidade, a fim de garantir se realmente se trata de uma fraude.

Documentos necessários:

Para dar andamento ao processo de localização e apreensão do veículo clone, é preciso apresentar os seguintes documentos ao Detran:

  • Documento de identificação pessoal;
  • CPF;
  • Laudo de vistoria veicular;
  • CRLV-e impresso ou CRV (documento verde);
  • Notificação de Autuação;
  • Notificação da Imposição da Penalidade;
  • Microfilmagem do Auto de Infração de Trânsito (AIT) (pode ser solicitada nos órgãos de trânsito autuadores de cada AIT);
  • Fotografias coloridas e com boa resolução do veículo do requerente;
  • Fotograma do veículo dublê (no caso de infração detectada por instrumento fotográfico ou aparelho eletrônico);
  • Requerimento para instrução de processo de veículo dublê (capital ou interior);
  • Comprovante ou protocolo da interposição de recursos de multas;
  • Outras provas, como o Boletim de Ocorrência.

3- Vistoria

A vistoria veicular é essencial para comprovação da veracidade da queixa e necessária para a emissão de um novo Renavam e placa.

O procedimento em si não é cobrado, porém, existem taxas referentes à emissão do laudo e custos do novo emplacamento.

Dica de ouro

Além disso, é fundamental estar com o documento do veículo em dia. Saiba como regularizá-lo mais adiante.

4- Novo emplacamento

O novo emplacamento só será feito após o pagamento de todas as pendências do veículo: IPVA, licenciamento e multas (exceto aquelas geradas pelo carro clonado).

Feito tudo isso, agora é preciso aguardar e acompanhar o andamento do processo de localização e apreensão do veículo dublê.

O que fazer com as multas indevidas da placa clonada?

Não tem caminho fácil: será preciso recorrer todas as multas cometidas pelo veículo clonado. Somente assim, as infrações deixam de constar no cadastro do carro “vítima da fraude”, que passará a ter nova documentação, RENAVAM e placa.

Dica de ouro

Contestar todas as violações ao Código Brasileiro de Trânsito pode ser complexo, por isso, se preferir, você pode contratar um advogado para ter auxílio jurídico nesse momento.

Vale ressaltar que o IPVA do carro original será cobrado normalmente.

As multas do carro ou moto clonados são suas mesmo?

Agora, se você precisa regularizar o documento do veículo ou as multas são suas mesmo, é preciso pagar tudo o mais rápido possível para não ter ainda mais dor de cabeça, viu?

A boa notícia é que com o DOK, você pode parcelar todas as pendências do automóvel, como licenciamento e IPVA, em até 12x, usando até seis cartões diferentes ao mesmo tempo.

Dica para evitar problemas

Saiba como pagar as multas de trânsito com o DOK no artigo.

Conclusão

Neste artigo, você pôde saber como descobrir se o seu veículo foi vítima de fraude, como proceder em caso de carro clonado, além do que fazer com as multas do veículo dublê.

Além disso, viu a necessidade de consultar a documentação do seu automóvel regularmente e deixá-la sempre em dia para poder solicitar o novo emplacamento e fazer o requerimento de localização e apreensão do carro clonado.

E lembre-se, Motorista, o DOK pode te ajudar em todos esses momentos: acesse nosso site e consulte todos os débitos veiculares, além de realizar o pagamento sem comprometer o seu orçamento. Redescubra a tranquilidade com o maior despachante online do Brasil.

Dica de ouro

Gostou desse conteúdo? Não quer perder nenhuma novidade? Então acesse nosso blog para ler outros artigos e siga nossas redes sociais: Instagram, Facebook, YouTube e LinkedIn

TAGS: moto clonada / defesa prévia multa trânsito placa clonada / clonaram meu carro / minha placa foi clonada o que fazer 


Perguntas frequentes sobre Placa Clonada

O que é carro dublê?

É o veículo irregular, ou seja, o “clone” do veículo “vítima” de fraude cuja placa foi duplicada.

Veículo clonado é crime?

Clonar veículos é crime previsto pelo Art. 311 do código Penal, assim como notificar ao Detran falsa existência de carro clonado.

Como saber se a placa do veículo foi clonada?

A única maneira de descobrir se o seu veículo foi clonado é a partir do recebimento de várias multas que você não cometeu. Geralmente, essas infrações são flagradas em outros estados.

O que fazer em caso de placa clonada?

É preciso fazer um Boletim de Ocorrência, comunicar o Detran presencialmente e entregar todos os documentos necessários, realizar a vistoria do veículo e um novo emplacamento, além de entrar com recursos contra todas as multas cometidas pelo carro clonado.



Posts relacionados