Placas Mercosul: por que foram implementadas e quais as implicações desse novo emplacamento?

Por: Redator DOK

Publicado em 23 de março de 2020 | Atualizado em 15 de fevereiro de 2024

placas mercosul

Salve, Motorista! Está com dúvidas sobre as Placas Mercosul? Então, vem comigo que vou te explicar. 

Eu me chamo Victor Watanabe e, como parte da equipe de redação do DOK Despachante, fiz este artigo contando os detalhes desse assunto para você! Vamos lá?! 

O que é a nova Placa Mercosul? 

Placa Mercosul é o nome dado para o modelo de emplacamento acordado entre o bloco econômico de quatro países da América do Sul: 

  • Argentina;
  • Brasil;
  • Paraguai;
  • Uruguai.

Apesar destes países citados serem os mais fortes do mercado nessa região, as demais nações da América do Sul também adotaram esse modelo de emplacamento: 

Mantenha seu veículo em dia!
  • Bolívia;
  • Chile;
  • Colômbia;
  • Equador;
  • Guiana Inglesa;
  • Peru;
  • Suriname;
  • Venezuela.

Visando padronizar os emplacamentos, o padrão Mercosul é fundamentado na ideia de facilitar o trabalho das autoridades de trânsito e aumentar a segurança dos motoristas contra os golpes de placa clonada

Além disso, a organização da placa abre margem para novas combinações, o que aumenta, e muito, o número de emplacamentos possíveis. 

Confira no decorrer do texto como isso foi pensado. 

O que muda no novo emplacamento? 

Como mencionei há pouco, o número de combinações possíveis com a Placa Mercosul aumentou significativamente. 

A organização alfanumérica (de letras e números) da Placa Nacional única (PNU), também conhecida como placa cinza), possibilitava 175 milhões de combinações. 

Na organização alfanumérica do padrão Mercosul, amplia as combinações para mais de 450 milhões. Mas, Victor, quais são essas combinações? 

A Placa Mercosul ainda opera sob sete caracteres, assim como a placa cinza. A diferença está na organização dessas letras e números. 

No Brasil, por exemplo, é feito da seguinte maneira: 

  • As três letras agrupadas iniciais seguem as mesmas da PNU, mas no grupo de quatro caracteres numéricos haverá uma substituição automática do segundo número por uma letra, seguindo o padrão estabelecido para as placas Mercosul.

A alteração está prevista em regulamentação Nº 969, de 20 de junho 2022, por parte do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Observe como funciona a divisão na imagem abaixo: 

Infográfico sobre as novas placas Mercosul | DOK Despachante
Infográfico feito por Gabriel dos Santos Rodrigues | DOK Despachante

O que garante o aumento expressivo nas possibilidades de combinações, é que cada país do Mercosul pode distribuir essas quatro letras e três números da maneira que achar melhor. 

Fazer a adesão à Placa Mercosul é obrigatório? 

O padrão da placa cinza, que circulava no país, não foi automaticamente extinto ao introduzir a Placa Mercosul. 

Até o momento fica estabelecido que a troca da placa cinza pela nova é necessária, quando se trata: 

  • Da transferência do veículo, seja por localidade ou propriedade;
  • De roubos, furtos ou danos no veículo;
  • Do primeiro emplacamento de automóveis fabricados após 31 de janeiro de 2020;
  • Da mudança da categoria do veículo (por exemplo, de veículo particular para coleção ou comercial);
  • Do estado de conservação da placa, que deve estar sempre visível e legível.

Aliás, de acordo com o Art.230 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), circular com o veículo em que suas respectivas placas estão ilegíveis e não visíveis configura uma infração de trânsito gravíssima, com penalidades que incluem: 

  • Multa de R$293,47;
  • Adição de sete pontos à Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do motorista infrator;
  • Subtração de dez pontos do limite máximo da nova CNH;
  • Remoção do veículo para o pátio do órgão atuador.

Para adicionar, circular com carro ou moto sem placa também pode configurar infração de trânsito. Confira o artigo linkado para saber mais! 

Além dos casos listados, também é permitido que os motoristas façam a troca voluntária da placa sem que haja necessidade formal. 

No entanto, se o veículo tiver sido adquirido por meio de licenciamento, é necessário retirar o registro de gravame antes de fazer a troca de placas.

Parcele multas de trânsito em até 12x no DOK Despachante! 

Você já parou para pensar que até placa suja ou danificada pode garantir multa de trânsito? 

Foi pego de surpresa por essa ou outras infrações? Fique tranquilo, pois o DOK Despachante pode te ajudar! 

Pelo nosso site ou app, é possível fazer uma consulta gratuita das pendências do veículo apenas usando a placa do automóvel e um e-mail válido. 

Feito isso, basta selecionar quais débitos quer quitar e a melhor forma de pagamento que encaixa no seu bolso. 

Oferecemos desde o pagamento com PIX até o parcelamento em até 12x no cartão. Melhores condições de pagamento e praticidade de consulta, só no DOK Despachante. 


Saiba mais curiosidades sobre veículos

Ei, Motorista! Se você chegou até aqui, achamos que também vai precisar saber disso. Confira: 


A segurança ficou melhor com Placa Mercosul? 

De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Placas Veiculares (Anfapv), a Placa Mercosul no padrão que estava em meados de 2019, apenas com o QR code, não supria com eficiência o nível de proteção que os motoristas precisavam. 

Em contraposição, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran), declarou que apenas o QR code de identificação, que fica em cada placa, seria o suficiente para promover a segurança necessária. 

Como o credenciamento no Deparatamento Estadual de Trânsito (Detran) para ser emplacador é livre e, atendendo os requisitos básicos, qualquer um pode fazer este serviço, o número de empresas que faz a estampagem das placas cresceu muito.

Foi por conta desse aumento exponencial de estampadoras, que o presidente da Anfapv, Cláudio Martins, em entrevista ao AUTO Esporte, disse estar “mais fácil para os criminosos burlarem as regras impostas pelos órgãos reguladores”.

Porém, não pense que é tão simples assim. De acordo com a mesma resolução do Contran que estabeleceu a mudança do segundo caracter numérico da PNU, para fabricar as placas Mercosul é necessário ser credenciado à Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), e quem fabrica não pode emplacar.

As placas semiacabadas devem ser entregues às estampadoras parceiras credenciadas com o Detran de cada estado, para acabamento final no momento da instalação.

Tabela Placa Mercosul: quais são as cores? 

Você sabia que a relação de cores dos caracteres (letras e número) das Placas Mercosul indica a qual categoria de registro cada veículo pertence?

Mesmo que a PNU tenha operado sob modelo semelhante, com a placa preta por exemplo, o emplacamento Mercosul criou um padrão de unificação que facilita a identificação do registro de cada veículo principalmente pela cor.

Ficou interessado? Observe, na tabela abaixo, como essa divisão é feita: 

Relação de cores dos caracteres das Placas Mercosul 
Preto Veículos particulares 
Vermelho Veículos comerciais 
Azul Veículos oficiais nacionais, estaduais e municipais 
Verde Fabricantes de veículos e peças 
Dourado Veículos de corpos diplomáticos 
Prata Veículos de colecionador de circulação internacional 
Cinza Veículos de colecionador de circulação nacional 

Placa Mercosul valor: quanto custa para colocar? 

Cada estado e empresas credenciadas das respectivas unidades federativas, possuem seus valores médios para o emplacamento no padrão Mercosul. 

Considerando que motocicletas, motonetas e triciclos possuem um valor diferente de emplacamento em relação ao preço deste serviço para carros, caminhões e ônibus, fica difícil estimar quanto cada estampadora cobra. 

Para descobrir o valor no seu estado, comece procurando por informações no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) ou na Anfapv e Contran. 

Conclusão 

A Placa Mercosul definiu um padrão para os países da América do Sul e, apesar dos problemas de segurança durante o processo de implementação, espera-se que até o final de 2023 todos os veículos no país já estejam com esse padrão de placa. 

Variando o preço para carro e moto, assim como entre as 27 unidades federativas, a Placa Mercosul mais que dobrou a quantidade de combinações possíveis de emplacamento no país. 

Além disso, diferente da antiga placa cinza, cada cor dos caracteres alfanuméricos indica qual é a categoria de registro do automóvel, facilitando a vida dos agentes de trânsito. 

Quer ficar por dentro de mais conteúdos como este? Poxa, é fácil, basta acessar o blog do DOK Despachante ou nos seguir nas redes rociais: FacebookInstagram, YouTubeTikTok

TAGS: consulta placa mercosul/ placa mercosul letras e numeros/ mini placa mercosul/ como identificar a cidade na placa mercosul 


Perguntas frequentes sobre a Placa Mercosul 

Como fica a placa Mercosul de moto? 

A Placa Mercosul de moto é composta por um conjunto de três letras, com um espaço no meio, e mais um conjunto, sendo constituído de dois números, uma letra e um número, nessa ordem.

Como fica a numeração do carro na placa Mercosul? 

A Placa Mercosul de carro é organizada por um conjunto de três letras, com um espaço no meio, mais um conjunto, formado de um número, uma letra e dois números, exatamente nessa ordem.

Qual o valor de uma placa Mercosul para moto? 

Não existe valor médio para o emplacamento no padrão Mercosul, visto que cada estamparia credenciada pode cobrar o preço que decidir.



Posts relacionados