Placa preta: saiba o que fazer para conseguir uma

Por: Gregory Packs

Publicado em 11 de julho de 2022 | Atualizado em 17 de maio de 2024

Capa de artigo placa preta - DOK Despachante

Fala, Condutor! Você provavelmente já deve ter visto alguns veículos rodando com a placa preta nas ruas, não é mesmo? Na hora, bateu a curiosidade do motivo delas serem diferentes das normais, certo?

Principalmente porque são raras e normalmente só vemos em carros e motos antigos. Mas afinal, você sabe o que é a placa preta e como consegui-la? Neste artigo, tem tudo o que você precisa saber sobre ela.

O que é a placa preta?

Criada em 1998, a placa preta é uma forma de conseguir visualizar os veículos antigos que estão em ótimo estado de conservação.

Geralmente, são carros que ainda possuem várias de suas peças originais e com mais de 30 anos de produção, como exemplo, os que foram fabricados de 1992 para trás. 

Quer manter seu veículo em dia?

Se o veículo seguir as normas citadas acima, ele passa a ser considerado carro de colecionador, o que é uma grande conquista para aqueles que preservam tão bem os seus automóveis.

Além de serem revendidos por preços melhores, pelo estado de boa conservação.

Confusão placa preta X mercosul

Após a mudança do design das antigas placas tradicionais para o design atual da Mercosul, em janeiro de 2020, com o intuito de manter o mesmo padrão dos países que compõem a América do Sul, a mais afetada foi a placa de colecionador. 

Isso porque, devido ao visual totalmente diferente do anterior, a placa preta deixou as cores tradicionais e passou a ter o fundo branco com os números e letras cinza, causando um grande tumulto entre os colecionadores. Com isso, a placa preta ficou “morta” por quase dois anos.

Imagem nova placa de colecionador mercosul - DOK Despachante
Nova placa de colecionador mercosul (Reprodução: Revista carro)

Passado esse período, os colecionadores finalmente foram ouvidos e a partir de 1º de junho de 2022, entrou em vigor a resolução 957/2022, que permite a nova placa preta Mercosul, que lembra o antigo visual, com o clássico fundo preto.

Como conseguir a placa preta de colecionador?

Para que o veículo possa ter a placa preta, segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), ele precisa estar nas seguintes condições: 

  • Possuir mais de 80% do veículo original;
  • Ter mais de 30 anos de fabricação;
  • Integrar uma coleção.
  • Apresentar Certificado de Originalidade, reconhecido pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).
Infográfico como conseguir a placa preta - DOK Despachante1- 80% das peças originais;
2- Mais de 30 anos de fabricação;
3- Ser de coleção;
4- Certificado de originalidade.

Saiba mais sobre curiosidades de trânsito

Antes de descobrir quais carros ganham placa preta em 2022, separamos alguns artigos sobre curiosidades, novas datas de licenciamento e um pouco dos serviços do DOK Despachante. Acesse:


Quais carros ganham placa preta em 2022?

Como vimos, carros com mais de 30 anos de fabricação, com pelo menos 80% de originalidade e de alguma coleção, já podem receber a tão desejada placa de colecionador.

Com isso, quer saber quais carros ganham este ano? Confira:

Uno Mille Eletronic

Começando por um clássico, o Uno Mille Eletronic já pode receber a placa preta, pois foi lançado em 1992. Ao contrário do que o nome sugere, não possuía injeção eletrônica, mas inovou em muitos outros aspectos.

Foi um dos primeiros carros com motor 1.0 a ter ar-condicionado e cinco portas (contando com o porta-malas).

Imagem Fiat Uno Mille Eletronic - DOK Despachante
Fiat Uno Mille Eletronic (Reprodução: Heycar News)

Gol 1000

Lançado em 1992 e conhecido como “Gol quadrado”, o Gol 1000 – considerado o responsável pelo grande sucesso de vendas da Volkswagen no Brasil –  também pode ter placa preta a partir deste ano.

Na época, ele veio para ser a grande resposta da Volks em relação ao Uno Mille. Para você que gosta da coleção, conheça tudo sobre o sucesso do Gol no mundo automotivo.

Imagem Gol 1000 - DOK Despachante
Volkswagen Gol 1000 (Reprodução: Oficina Brasil)

Chevrolet Omega

De origem alemã, o Chevrolet Omega, fabricado em 1992, é o terceiro da lista que recebe placa preta este ano. O modelo sedan foi lançado com a difícil missão de substituir o Opala e cumpriu muito bem o seu propósito.

A versão ganhou diversos prêmios por ser um carro luxuoso. Devido ao sucesso, parou de ser fabricado no Brasil apenas em 1998.

Imagem Chevrolet Omega ganha placa de colecionador em 2022 - DOK Despachante
Chevrolet Omega (Reprodução: Heycar News)

Honda Accord

O Honda Accord, lançado em 1992, também se encaixa no modelo sedan e consegue placa preta a partir de 2022.

O que o diferencia do Omega é ser um veículo da categoria médio/longo porte, com 4,69 metros de comprimento. Isso fez com que não apresentasse um dos melhores carros em questão de desempenho.

Imagem Honda Accord pode ter placa de colecionador em 2022 - DOK Despachante
Honda Accord (Reprodução: Kelley Blue Book)

Gurgel Supermini

Para fechar, temos o Gurgel Supermini, lançado em 1992, com a proposta de ser um carro pequeno e econômico. E você sabia que a produção do Gurgel fez com que o Brasil tivesse uma empresa de carros 100% nacionais?

Imagem Gurgel supermini ganha placa preta em 2022 - DOK Despachante
Gurgel Supermini (Reprodução: Armazém do vovô)

Motos e caminhões com placa preta

Para motos e caminhões, as regras são as mesmas do carro. Contudo, a principal reclamação dos condutores desses veículos, é que os clubes para conseguir o certificado de originalidade são difíceis de encontrar, principalmente os de moto.

Das motocicletas que estão liberadas a possuir a placa preta no ano de 2022, estão: Kawasaki Ninja ZX-7R, Honda CBX 750 Four Indy, Yamaha Vmax 1200 e entre outras. Já os caminhões autorizados a receber a placa preta, estão os modelos como Volkswagen 12-140 2p, Volvo Nl340, Scania T113 H 4×2 360 etc.

Caso tenha dificuldade em achar um clube para vistoriar e emitir o certificado de originalidade, no site da FBVA (Federação Brasileira de Veículos Antigos), é possível encontrar os clubes de cada estado, acesse o site para achar o mais próximo de você.

Como funciona a placa preta de colecionador em outros países?

A placa de colecionador é um fenômeno mundial que muitos almejam, mas as regras para alguns países é bem diferente do Brasil.

Isso pode mudar de acordo com a data de lançamento do carro para que seja considerado clássico, valores, placas e até mesmo a proibição de sair de casa com o veículo.

Em algumas nações, só é permitido trafegar com carros antigos em situações especiais como eventos. Veja alguns exemplos:

Placa de colecionador no Texas

Cada cidade do Texas possui um tempo diferente para os carros entrarem na classificação de colecionador.

Isso pode variar entre 20 a 30 anos depois do lançamento e possuir apenas algumas partes originais, diferente do Brasil que exige 80% de originalidade. 

A placa tem o fundo branco com as letras e números em preto e possui a escrita “Texas Classic Auto” para carros ou “truck” para caminhões e picapes.

Veículos com essa placa podem rodar normalmente em qualquer dia da semana, para lazer ou trabalho. 

Imagem placa de veículo antigo no Texas - DOK Despachante
Placa de veículo antigo Texas (Reprodução: Worthpoint)

Por outro lado, existe outra classificação de veículos que ganham uma placa chamada “Antique Vehicle” (veículo antigo). Diferente da placa de carros clássicos, essa possui as letras vermelhas e veículos com ela não podem circular pela cidade. As únicas ocasiões autorizadas são em eventos ou exposições.

Placa colecionador na Alemanha

Muito parecidas com as regras no Texas, as placas de colecionadores na Alemanha são divididas em carros históricos e de coleção.

Melhor dizendo, as placas de veículos históricos lembram muito a placa tradicional Mercosul, com detalhe em azul, fundo branco, letras pretas e um H no final, representando que o veículo é histórico.

Imagem placa de colecionador Alemanha - DOK Despachante
Placa de coleção Alemanha (Reprodução: Fuwong)

Para os veículos de coleção, as placas têm três letras e cinco números, onde os dois primeiros sempre são 07. Um fato curioso é que a mesma placa pode ser utilizada em vários carros de uma mesma coleção, contanto que todos os veículos sejam constatados no documento de rodagem.

Conclusão

Diante de tudo que vimos neste artigo, podemos considerar que a placa preta de colecionador é um troféu para os amantes de carros antigos que cuidam tão bem de seus clássicos. Afinal, no Brasil, é preciso manter o automóvel com mais de 80% de originalidade e em estado de conservação por mais de 30 anos.

Com o veículo nessas condições, basta  procurar um clube e agendar a vistoria para conseguir seu certificado de originalidade. 

Por mais que a placa preta tenha saído de linha devido à implementação da placa Mercosul em 2020, ela está de volta e com um visual parecido com o anterior: o clássico fundo preto e muito similar ao design alemão.

Por fim, se você possui um ou mais carros antigos e precisa regularizar a documentação, o DOK Despachante também faz licenciamentos de carro com placa preta e qualquer outro tipo de veículo.

Acesse nosso site e consulte os débitos veiculares gratuitamente! E caso queira quitá-los, parcelamos em até 12x ou à vista pelo boleto e pix.

TAGS: Quanto custa para colocar placa preta / grandes colecionadores do brasil


Perguntas frequentes sobre placa preta

Quais veículos podem utilizar a placa preta?

Veículos com mais de 30 anos de fabricação e com certificado de pelo menos 80% de originalidade.

Veículos com placa preta podem circular normalmente?

Sim, podem circular normalmente como qualquer outro veículo e por qualquer tipo de via, desde que estejam com o licenciamento em dia.

Quando entrará em vigor a nova placa preta Mercosul?

Em junho de 2022, entrou em vigor a resolução 957/2022 que permitiu o retorno da placa de colecionador com design de fundo preto.



Posts relacionados