Fiat Uno: o fim de uma era

Por: Brenda Ponciano

Publicado em 02 de maio de 2022 | Atualizado em 25 de abril de 2022

Imagem de um Fiat Uno I DOK Despachante

Olá, Condutor! Você sabia que a Fiat irá lançar uma linha especial para se despedir do Uno?

Após mais de 30 anos fazendo a alegria dos condutores brasileiros, o Uno deixará de ser produzido no nosso país. E, para deixar essa despedida menos dolorosa, a Fiat lançou uma linha especial, o Uno Ciao. Foram produzidas 250 unidades com vários detalhes especiais, dignos de uma última versão.

Para saber tudo sobre o fim do Uno e todas as especificidades do Ciao, leia nosso artigo até o final!

Desenho de um fiat uno I DOK Despachante.

Uno vai sair de linha?

Sucesso entre os brasileiros, o Uno foi o primeiro 1.0 fabricado no Brasil. Produzido por 38 anos na fábrica da Fiat de Betim-MG, o veículo é um dos mais longevos e mais vendidos do mercado nacional. Contudo, mesmo assim seu fim se aproxima.

Uma série de fatores podem explicar o encerramento da linha, entre eles estão: queda nas vendas, falta de equipamentos de segurança, motor antigo e um bom substituto — o Mobi. Provavelmente, o compacto será responsável por herdar o posto do Uno.

O Mobi nasceu para ser uma nova referência de carro popular e já vem desempenhando essa função muito bem. Ano passado, ele foi o terceiro carro mais vendido, com 54.949 unidades, superando até mesmo as vendas do Uno. Entretanto, enquanto o Uno não sair do mercado, o Mobi vai ter que esperar mais um pouco.

Foto de um rapaz segurando um documento DOK Despachante

Consultar

veículo pela placa
grátis

Isso porque a Fiat decidiu lançar uma linha especial de despedida, o Uno Ciao (expressão em italiano que significa despedida). A versão é bem exclusiva, pois foram produzidas apenas 250 unidades e, além disso, a edição conta com vários detalhes especiais, incluindo uma plaqueta no painel que indica o número da geração.

Linha do tempo

O Uno marcou várias gerações, desde o veloz Uno Mille com uma escada no “teto” até o Uno Ciao. Com tantos anos de história, esse carro, com toda certeza, merece uma retrospectiva, acompanhe a história!

Em 1984, chegaram ao mercado as primeiras linhas de acabamento: o S (Super) e CS (Confort Super). Ambos traziam os motores de 1,05 L, com potência de 52cv e 1.300, de 58 cv. Além disso, o carro possuía câmbio de cinco marchas, uma novidade para época, pois normalmente os veículos tinham apenas quatro velocidades.

Já em 1985, começou a ser comercializada a versão esportiva SX, de Sport Experimental. O esportivo contava com um carburador duplo para gerar mais potência no motor 1.3.

No mesmo ano, a Fiat decidiu ampliar suas linhas, tendo em vista que o grande ponto forte do Uno era o espaço interno, foi lançada a versão sedã, chamada Fiat Prêmio, e um ano depois, em 1986 veio a perua Elba.

Infográfico com as diferentes gerações do Fiat Uno I DOK Despachante.

Uno 1.5 R

Um ano mais tarde, em 1987, estreou no Brasil o Uno 1.5R, de Racing. A nova versão esportiva se destacou pelo seu visual diferente, o carro tinha rodas redesenhadas, faixas nas laterais da carroceria, tampa do porta-malas pintada de preto e até os cintos de segurança eram vermelhos.

De acordo com a Fiat, o Racing tinha um motor com potência de até 86 cv, como resultado ele podia acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 12 segundos. Além disso, o veículo contava com freios dianteiros a disco ventilados e relação de marchas mais curta.

No ano seguinte, a montadora decidiu continuar com a linha e lançou o Uno 1.6 R.

Uno Mille

Por mais que a esportividade tenha feito certo sucesso, nada chamou mais a atenção dos condutores do que um carro com motor 1.0, o famoso Uno Mille.

O Mille (de mil, em referência a capacidade cúbica do motor) tinha como objetivo atender as regras de redução de impostos para automóveis com motores de até 1000 cm³.

O carro ficou conhecido por ser um modelo barato e econômico. Seu motor de 994 cm³, gerava 48 cv de potência e 7,4 kgfm de torque. Portanto, para acelerar de 0 a 100 km/h eram necessários 21 segundos.

Como tinha objetivo de ser um veículo mais acessível, o Mille era bem simples. O automóvel vinha apenas um retrovisor do lado do motorista e itens como lavador elétrico do para-brisa e bancos dianteiros reclináveis eram opcionais.

Já em 1991, o veículo passou por uma reestilização e também começou a ter carburador duplo. Um ano depois, com a obrigatoriedade do catalisador para diminuir a quantidade de poluentes, foi lançado o Mille Eletronic. E, em 1994, o Uno marcou época com seu modelo Turbo.

Uno Economy

Com passar do tempo, o Uno se tornou um dos carros mais vendidos no Brasil. Devido ao sucesso, em 2004, a Fiat decidiu mudar o visual do Mille, para que ele não perdesse o fôlego.

Foram redesenhados os faróis, para-choques, lanternas e grade dianteira. Além disso, foram lançadas novas opções de cores.

Depois de todas essas alterações, em 2008, surgiu a versão Economy do Uno. O automóvel vinha um ponteiro no painel chamado econômetro, que servia para ajudar o motorista a dirigir de um modo a gastar menos combustível. Conforme dados da montadora, o motor gerava 65cv e podia rodar até 20 km com um litro de combustível.

Por fim, em 2010, foi lançada a segunda geração, os conhecidos ‘Novos Unos’. Na época, o Mille foi mantido como opção de entrada na linha, só em 2013 que a versão antiga teve seu fim, por conta de questões de segurança.


Saiba mais CURIOSIDADES

Tem interesse em outros modelos de carros? Nós temos alguns artigos que podem te ajudar, veja:


Novo Uno

Os ‘Novos Unos’ chegaram com motores 1.0 Evo e Firefly 1.4, eles geravam até 73 cv e 88 cv de potência, respectivamente. Entre as versões da segunda geração destacam-se:

  • O Fiat Uno Sporting, cujo como objetivo era atender o público jovem e trazer um ar de esportividade ao hatch. Seu motor era um Fire 1.4 Evo.
  • E o Fiat Uno Attractive, um dos carros mais em conta da gama e um dos únicos que usam o velho motor 1. 0 Evo flex de quatro cilindros e oito válvulas.

Além destes modelos, outro destaque da nova geração foi o Uno Evolution, que estreou a tecnologia Start-stop (sistema que desliga e religa o motor sozinho para poupar combustível) no Brasil.

Uno Ciao

Por último, no fim da linha, a Fiat deixa a edição Ciao, como um gesto de despedida de um carro tão marcante na vida dos brasileiros.

Essa versão conta vários detalhes especiais que torna o veículo exclusivo, quase um item de colecionador. Além das poucas unidades produzidas, o design também conta com visuais únicos.

Todos os Unos foram pintados de cinza Silverstone e possuem uma plaquinha com o número da produção, por exemplo. Ademais, na parte externa também foi adicionado um adesivo exclusivo escrito “La storie de una legenda” ou “A história de uma lenda”.

Fiat Uno preço

Caso você esteja se perguntando qual será o preço da edição especial do Uno, estimativas apontam que o carro chegue as lojas com preço base de R$84.990,00.

Conforme, o Jornal do Carro do Estadão, o valor é a soma do preço de tabela da versão, que está R$68.490, o pacote Ciao de R$14.440 e a cor Cinza Silverstone, que custa R$2.060.

DOK Despachante online

Agora, caso você já tenha um carro e queira consultar seus débitos, saiba que dá para fazer isso aqui no nosso site mesmo.

Consulte seus débitos com o DOK! Além de ver todos os seus débitos de graça, no nosso site você consegue quita-los em até 12x e com 6 cartões diferentes.

TAGS: fiat uno 2010/ fiat uno way/ fiat uno 2012/ fiat uno 2013/ fiat uno 2015/ fiat uno 2020



Posts relacionados