Farol xenon: saiba tudo sobre as regras de uso e penalidades

Por: Gregory Packs

Publicado em 04 de maio de 2022 | Atualizado em 21 de fevereiro de 2024

Carro com farol xenon I DOK Despachante.

Olá, Condutor! Você tem dúvidas sobre o farol xenon?

Comum em alguns modelos de carros importados, o farol de xenon se tornou moda no Brasil depois que os carros de luxo europeus aderiram às lâmpadas.

No entanto, apesar da sua beleza e alguns benefícios o acessório é prejudicial para o trânsito. Por conta disso, seu uso tem restrições estabelecidas pela lei.

Para saber mais sobre a regulamentação das lâmpadas xenon, como ela funciona e muito mais é só continuar lendo este artigo. Boa leitura!

Parcelar multa

O que é xenon?

Xenônio ou xenon é um elemento químico gasoso. Considerado um gás nobre, ele foi descoberto em 1989 por dois químicos, o William Ramsay e o Morris Travers.

Sua principal aplicação é na fabricação de dispositivos emissores de luz, como lâmpadas, por exemplo. Por conta disso, esse material é muito utilizado na indústria automobilística, pois como o gás proporciona grandes benefícios na iluminação é muito vantajoso produzir faróis a partir desse material.

Desenho de um carro vermelho com farol xenon I DOK Despachante.

Como funciona o farol de xenon

Os faróis de xenon funcionam a partir de um sistema composto por dois reatores, responsáveis pelo processamento das cargas elétricas, duas lâmpadas sem filamentos de descarga de gás e um chicote, que é uma fiação que conecta os equipamentos.

Na prática, funciona assim: há reatores alimentados pela bateria do veículo, eles emitem descargas elétricas que são enviadas às lâmpadas por meio do chicote. Com isso, o gás nobre localizado no bulbo da lâmpada inflama e produz uma luz de alta intensidade.

As luzes produzidas costumam ser até 3 vezes mais potentes do que as luzes de faróis de tradicionais. Não é a toa que os faróis de xenon são conhecidos sob a sigla HID (High Intensity Discharge), ou em português, Lâmpadas de Alta Intensidade.

Diferença entre o farol convencional e farol xenon

O farol convencional, aquele que a maioria dos carros têm, contém o sistema de lâmpadas halógenas.

Os faróis de halógeno, outro elemento químico, têm um filamento que emite luz quando a corrente elétrica passa por ele. Algumas das principais diferenças entre as luzes comuns e luzes xenon são a potência e economia.

Quando o assunto é iluminação, de acordo com alguns fabricantes, a lâmpada de halogênio consegue iluminar cerca de 300 m, já a xenon chega a 400 m.

Já no quesito economia, os faróis de xenon consomem cerca de 50% menos de energia e dura até duas vezes mais em comparação com as luzes halógenas.

Infográfico com os pontos negativos e positivos do farol xenon I DOK Despachante.

Saiba mais sobre MULTAS

Ainda tem dúvidas sobre multas? Nós temos alguns artigos que podem te ajudar, confira:


Farol xenon é permitido

Apesar dos benefícios, o xenon também é muito prejudicial ao trânsito. A luz potente produzida pelo farol ofusca e dificulta a visão dos condutores que circulam em sentido contrário, o que pode causar acidentes graves.

Diante desta situação, foi preciso regulamentar o uso dos acessórios. Portanto, desde 2011 ficou proibido a instalação de lâmpadas xenon em automóveis que não vieram com o acessório de fábrica.

Proibição do farol xenon

Em 2018, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) alterou a Resolução 384 e passou a proibir a utilização de xenon nos veículos. Desta forma, somente automóveis que tenham o farol de xenônio regularizados antes de 2011 ou que venham com a lâmpada de fábrica podem rodar de forma legalizada.

Caso você esteja se perguntando: por que o farol de fábrica é legal e o customizado não? Isso aconteceu devido ao fato da lâmpada de xenon ser de base própria e não conseguir se adaptar em outras bases. Ou seja, para que o farol tenha iluminação adequada e não prejudique os demais, é necessário um sistema de ajuste automático do facho luminoso ligado à suspensão.

O problema é que só é possível ter este sistema quando o automóvel é montado na fábrica e tenha base específica para as luzes xenon. Quando é aplicado por terceiros, os faróis de xenônio projetam luz muita intensa que atrapalham os outros.

Sendo assim, caso o condutor desobedeça esta regra, ele estará sujeito a multa grave e a cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Diferença xenon e super LED

Com a proibição do xenon, muitos condutores optaram pela lâmpada de LED, que quando comparada com as comuns também são mais econômicas e eficientes.

As lâmpadas de LED têm tecnologia que não permite que os faróis esquentarem, isso ajuda a evitar danos e, além disso, também economiza energia e aumenta a vida útil do acessório.

Ao contrário das luzes xenon, as lâmpadas de led conseguem produzir intensidade máxima de luz em poucas frações de segundo.

Legislação xenon

No entanto, em 2017, o Contran publicou uma nova resolução, que entrou em vigor em janeiro de 2021. Nela ficou estabelecido que todos os veículos devem circular apenas com os faróis de fábrica sem nenhuma alteração.

Desta forma, atualmente não é mais permitido customizar o automóvel, tanto carro quanto moto, com lâmpadas de led ou xenon. Adeus sonho da moto custom!

Multas xenon valor

Os condutores que tiverem instalação de farol led ou xenon de forma irregular, ou seja, com uma customização que foi realizada após as resoluções, está sujeito a ser autuado por infração grave e além de sofrer 5 pontos na CNH, terá que pagar multa no valor de R$195,23.

Também é bom lembrar que farol queimado, seja xenon ou não, é passível de multa, sendo considerado uma infração média. A multa é de R$130,16 e adiciona quatro pontos à CNH.

Como consultar multas de veículos

Por fim, caso você suspeite que tenha alguma multa ou queira ver o valor de alguma penalidade, é importante saber como consultar.

Nós temos uma boa notícia para você: é possível fazer isto aqui no nosso site mesmo! Veja o passo a passo:

  • Acesse nossa página de multas;
  • Informe o Renavam ou placa do automóvel e um e-mail atual;
  • Clique em “Consulte grátis”;
  • Prontinho! Na coluna da esquerda aparecerão os débitos e na coluna da direita as formas de pagamento.

Pague seus débitos com o DOK! Aqui você consegue parcelar sua multa em até 12x e com até 6 cartões diferentes.

TAGS: farol xenon moto/ xenon em farol de milha é permitido/ farol xenon para bike/ vantagens do xenon.


Perguntar frequentes sobre farol xenon

Pode colocar xenon no farol de milha?

Não, desde 2021 é proibido customizar os faróis com luzes que não sejam de fábrica. Logo, não pode colocar xenon no farol de milha.

Lâmpada xenon é permitida?

Não, é considerada infração grave e o condutor que não seguir a regra estará sujeito a 5 pontos na carteira e multa de R$195,23.

Farol de xenon é permitido?

Só é permitido em automóveis que têm as luzes de fábrica ou possuem o acessório regulamentado desde 2011, quando foi proibida a customização.



Posts relacionados