Valores de multas de trânsito: saiba tudo sobre

Por: Julia Veroneze

Publicado em 14 de outubro de 2021 | Atualizado em 18 de abril de 2022

valores de multas dok despachante

Muitas vezes, os valores de multas de trânsito acabam sendo confundidos pelos condutores. Na maioria dos casos, costuma-se pensar que as taxas são atualizadas anualmente. Porém, a última atualização aconteceu por meio da lei 13.281, que entrou em vigor em 2016.

Como você já deve saber, os preços das multas variam de acordo com a grau de periculosidade. Dessa forma, as infrações são divididas em quatro tipos: leves, médias, graves e gravíssimas.

No caso da infração gravíssima, ainda pode haver o fator multiplicador, que explicaremos ao decorrer do texto. Acompanhe este artigo até o final para saber mais sobre os valores de multas!

valores de multas dok despachante

Como são definidos os valores de multas de trânsito

Os valores das multas são definidos de acordo com a gravidade da infração, levando em conta o risco apresentado ao trânsito. Sendo assim, quanto maior a gravidade, mais alto será o valor da multa.

Conforme citado no início deste artigo, os novos valores da multa de trânsito foram definidos em 2016, com a lei 13.281, que entrou em vigor em novembro do mesmo ano e atualizou o Categoria e valores de infrações

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), as infrações são divididas em quatro categorias: leves, médias, graves e gravíssimas. Dessa forma, os preços das multas são definidos conforme sua natureza, bem como a quantidade de pontos que serão adicionados à habilitação do infrator.

Ao saber quais os valores das multas de trânsito, você poderá evitar surpresas e também pode se programar para realizar o pagamento da taxa. Confira abaixo o preço de cada penalidade:

valores de multas dok despachante

Infrações leves

As multas consideradas leves são consideradas mais brandas por representarem risco menor ao trânsito, dessa forma, apresentam preço mais baixo e menor pontuação na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Assim, ao cometer uma infração leve, o condutor terá três pontos adicionados à CNH.

Confira alguns exemplos de infrações leves:

Infrações médias

As multas consideradas médias são consideradas mais graves do que as infrações leves, como o próprio nome diz, apresentam um grau médio de periculosidade ao trânsito. Desse modo, ao cometer uma infração média, o condutor terá quatro pontos adicionados à CNH.

Confira alguns exemplos de infrações médias:

Particularidades de infrações leves e médias

De acordo com a lei de trânsito 14.071/2020, as multas de natureza leve e média passam a ser convertidas automaticamente em advertência por escrito. Para isso, o condutor não pode ter cometido nenhuma outra infração nos últimos 12 meses.

Ao ter uma multa convertida em advertência, o motorista não terá mais que pagar o valor da penalidade, também não terá os pontos adicionados à carteira de habilitação.

Infrações graves

As multas consideradas graves apresentam alto grau de periculosidade. Dessa forma, geram mais pontos à CNH e também apresentam valor mais elevado. Por isso, ao cometer uma infração grave, o condutor terá cinco pontos adicionados na habilitação.

Confira alguns exemplos de infrações graves:

Infrações gravíssimas

As infrações consideradas gravíssimas são as que apresentam maior risco causado ao condutor ou a terceiros. Dessa forma, o valor da multa pode ser multiplicado de duas até 60 vezes. Além disso, o motorista pode ter a habilitação suspensa.

Segundo o artigo 258 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o valor da multa gravíssima é de R$ 293,47, com acréscimo de sete pontos na CNH. Contudo, o preço pode variar caso seja aplicado o fator multiplicador.

Fator multiplicador

O fator multiplicador, como o próprio nome diz, multiplica o valor de algumas infrações consideradas gravíssimas. Desse modo, uma multa que custaria R$ 293,47 pode ser multiplicada de duas a 60 vezes.

No entanto, o valor multiplicado é válido apenas para o valor da multa, não para a quantidade de pontos adicionados à carteira de habilitação. Ou seja, ao cometer uma infração gravíssima, o motorista não pode receber mais que sete pontos na CNH.

Um dos exemplos mais comuns da aplicação do fator multiplicador é a multa sem habilitação. Nesse caso, o motorista que for flagrado dirigindo sem o documento terá que pagar o valor de R$ 293,47 multiplicado por três, totalizando R$ 880,41.

Confira outros exemplos de infrações gravíssimas:

Consultar multas online

Muitos condutores acabam tendo que pagar um valor de multa ainda mais elevado por não estarem cientes da infração. Dessa forma, é possível realizar uma consulta de multas online para identificar possíveis infrações.

No DOK Despachante, a consulta pode ser feita rapidamente por meio da placa ou Renavam do veículo. Com apenas alguns cliques, você já pode saber se há multas com o pagamento pendente, evitando o pagamento de juros.

Caso existam infrações relacionadas ao veículo consultado, o DOK ainda oferece a opção de parcelamento no valor de multas e outras pendências veiculares em até 12 vezes no cartão de crédito. Para saber mais, acompanhe o tutorial abaixo:

Procurando mais conteúdos sobre multas?

Para saber mais sobre multas de trânsito e evitar ter que pagar altos preços de infrações, clique nos links abaixo e confira outros artigos sobre o tema:

TAGS: valores das multas de trânsito / pontuação e valor das multas de trânsito / valor das multas de trânsito atualizadas



Posts relacionados