Caminhão de carga: tudo que você precisa saber

Por: Maria Eduarda Nalesso

Publicado em 06 de janeiro de 2022 | Atualizado em 06 de janeiro de 2022

caminhão carga - caminhão carregado dok despachante

Olá, Condutor! Você sabia que o caminhão de carga são os responsáveis pelo transporte da maioria dos produtos que vão direto para a “porta” dos consumidores?

Sejam as mercadorias de lojas, alimentos de mercados, combustíveis, minérios, matérias-primas, este veículo é de extrema importância para a economia e funcionamento do país.

Existem diversos modelos, tamanhos, categorias e características com finalidades específicas e que são muito importantes para um transporte seguro e de acordo com a lei. Apesar de algumas pessoas, condutores e até mesmo empresas acreditarem, um único caminhão não pode carregar todo o tipo de carga.

Você que trabalha com caminhão de carga, possui uma empresa com esse tipo de transporte, ou está curioso para saber mais, leia o nosso artigo até o final.

ANTT: o que é o como funciona

A Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT) é o órgão que regulariza e fiscaliza os transportes de passageiros e de cargas nas rodovias do país, promovendo segurança ao trânsito brasileiro.

Para que um veículo de transporte de cargas circule legalmente pelas rodovias é necessário que o motorista tire um documento chamado Registro Nacional dos Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC), que é obrigatório para transportes remunerados de mercadorias no Brasil.

A emissão desse documento é de extrema importância para que tenha fiscalização, tendo em vista que 60% da movimentação de cargas no Brasil são pelo transporte rodoviário.

A ANTT foi criada em 5 de julho de 2001, por Fernando Henrique Cardoso, responsável pela reestruturação dos transportes aquáticos e terrestres, dando origem a Lei nº 10.233, ao Conselho Nacional de Integração de Políticas de Transporte, a Agência Nacional de Transportes Terrestres, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes.

Caminhões de carga

Você sabia que existem diversos tipos de caminhões? Para cada tipo de carga é necessário um modelo específico que supra as necessidades de cada frete para evitar alguns problemas que o excesso de peso pode causar, como por exemplo:

  • Desgaste dos pneus, consumo maior de combustível, risco de quebra da suspensão e desgaste maior do sistema de freios;
  • Danos as rodovias (pavimento);
  • Poder de frenagem e estabilidade do veículo ficam comprometidos, deixando de lado a segurança nas rodovias;
  • Aumento de gases poluentes, causando danos ao meio ambiente e para a sociedade.

Para que isso não aconteça é de extrema importância a fiscalização das rodovias e dos veículos. O órgão responsável é o Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (DNIT), que seguindo as resoluções 210 e 211 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN)

Tipos de caminhões de carga – por capacidade

Os modelos de caminhões de carga variam de acordo com o tipo de carga que será transportada e sua finalidade, que precisam seguir a Lei da balança, que é a lei que estipula a capacidade que cada modelo de veículo pode transportar. Ela visa a preservação das estradas, dos próprios caminhões, evita multas, acidentes e a poluição do meio ambiente.

Para você conhecer melhor, iremos listar abaixo os tipos de caminhões e suas capacidades:

Caminhão 3/4

Também conhecido como Veículo Urbano de Carga (VUC), o caminhão 3/4 é indicado para circular em áreas urbanas por ser de menor porte. O seu peso total, já com a carga, é de 3 toneladas, e suas são de 2,2 metros de largura e 7,2 metros de comprimento. É ótimo para transporte de cargas pequenas em localidades com trânsito intenso. Possui 2 eixos, um frontal e outro traseiro.

Caminhão Toco

Pode ser usado tanto para ambiente urbano quanto para viagens, é um modelo básico e de porte médio, podendo ter o traseiro simples, uma roda de cada lado com peso bruto de no máximo 12 toneladas, ou o duplo, duas rodas de cada lado, com peso total de no máximo 16 toneladas. Possui dois eixos com tração na parte dianteira.

Caminhão Truck

Muito popular no Brasil pois tem uma alta eficiência mesmo com o seus 14 metros, igual ao comprimento do caminhão toco, sua grande diferença é que tem 3 eixos, que se dividem entre simples e duplo, sendo um frontal e 2 traseiros. O eixo simples fica localizado na parte dianteira do veículo, com uma roda em cada lado, já o eixo duplo que fica na traseira, tem 4 rodas, 2 em cada lado. Consegue carregar até 14 toneladas e seu peso total pode chegar até 23 toneladas.

Carreta 2 eixos

É indicado para o transporte de mercadorias secas e distribuição de produtos como o arroz, óleo, açúcar, grãos, entre outros. Possui no máximo 18 metros de comprimento podendo transportar até 33 toneladas. Tem um cavalo mecânico de 2 eixos e um semirreboque com outros 2 eixos.

Caminhão Carreta Eixo Estendido

Os eixos são peças chaves na estrutura dos caminhões. São neles que os pneus são fixados, e através deles as rodas de um lado são conectadas ao outro lado. Existem diversos modelos, como o simples, os duplos com duas rodas em cada eixo, entre outros tipos. São de acordo com os eixos também que são estipulados a capacidade de cargas que o veículo pode transportar, e a distribuição de peso sob eles deve ser correta para que não haja o desgaste das rodovias.

Este veículo: Carreta eixo extendido, possui um eixo extra diretamente ligado ao volante, que facilita o manuseio e as manobras, pois ele carrega maior de peso na carga na parte dianteira.

Capacidade de cargas de caminhões

Você sabia que a capacidade de cargas que um caminhão pode carregar pode ser estipulada tanto por um cálculo, que vamos te ensinar logo abaixo, quanto por uma tabela chamada de tabela DNIT, que é do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, que nos mostras os tipos de caminhões, a quantidade de eixos e sua capacidade.


Caso você tenha outras dúvidas referentes a caminhões de carga pesada, nós temos alguns artigos que podem te ajudar. Confira:


Tabela DNIT

Você sabe o que é DNIT? É o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), vinculado ao Ministério da Infraestrutura, foi criado pela Lei nº 10.233 de 5 de julho de 2001, para substituir o Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER), e ser responsável pela reestruturação do sistema de modais de transporte no Brasil.

É o Órgão que cuida da manutenção, fiscalização, construção das rodovias, visando o desenvolvimento sustentável do país.

Ela se desenvolveu a partir das resoluções:

e foi por meio delas que o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), regulamentou alguns artigos do Código de Trânsito Brasileiro (99 e 100), que definem os limites para o tamanho, peso bruto e peso por eixo dos caminhões de carga. De acordo com a legislação os limites podem ser considerados por eixos, e o peso distribuídos de forma correta sob eles é de extrema importância para reduzir os impactos causados nas estradas.

Como calcular peso máximo de carga

Para calcular qual o peso máximo de carga qu seu caminhão pode transportar é necessário fazer um cálculo: LOTAÇÃO = PBT – TARA, sendo:

PBT: valor total do veículo já com a carga, ou seja, é a soma do peso do caminhão + peso da carroceria + peso da carga.
TARA: peso do veículo sem sua carga, ou seja, vazio.

caminhão carga - como calcular o peso da carga - DOK Despachante

Balança de caminhões: como funcionam

É necessário que tenha a distribuição correta do peso entre os eixos, pois é dessa forma que a balança de caminhão de carga pesada analisa o veículo. O cálculo depende também da quantidade de pneus em cada eixo e a distância entre eles.
A forma como cada modelo é analisado vária, mas para você entender melhor separamos os principais tipos:

  • Eixo isolado com 2 pneus – carga máxima: 6 toneladas;
  • Eixo isolado com 4 pneus – carga máxima: 10 toneladas;
  • Conjunto de 2 eixos direcionais com 2 pneus (cada) – carga máxima: 12 toneladas;
  • Conjunto de 2 eixos em tandem com 4 pneus (por eixo) – carga máxima: 17 toneladas;
  • Conjunto de 3 eixos em tandem com 4 pneus (por eixo) – carga máxima: 25,5 toneladas.

Você sabe como funcionam?

A balança possui sensores bob placas que são instaladas no asfalto ou trechos elevados, em pontos específicos para a fiscalização. Quando o caminhão passa por essas placas, é medido o peso por eixo e somado os valores que indicaram o peso bruto total. A pesagem dos caminhões é de extrema importância para que não haja violação da lei da balança.

Lei da balança de caminhões

Você já ouviu falar sobre a lei da balança? É ela que define os limites do peso das cargas que um caminhão pode transportar pelas rodovias. está fundamentada nas Resoluções n°210e n°211 do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN).

Essa lei visa a preservação das rodovias, do próprio caminhão, dos outros veículos e pessoas, e do meio ambiente, pois quando um veiculo transporta mais carga do que o permitido, o peso aumenta, fazendo com que a pressão dos pneus estraguem com mais facilidade as estradas, o transporte pode tombar ocasionando acidentes, e queima mais combustível, gerando uma maior poluição no ar.

Entretanto, existem algumas concessões em relação ao sobrepeso. No Peso Bruto Total (PBT), a tolerância é de 5%, ao ultrapassar esse porcentual, o motorista fica sujeito á multa. Em relação aos eixos, a tolerância é ainda maior, pois é de 10%, passando disso leva multa.

Multas por excesso de peso

Você sabe como a multa funciona? Ela é aplicada quando há ultrapassagem do peso estipulado pela lei da balança. Quando o peso excede 12% do limite, o veículo é retido e há a necessidade que outro caminhão busque a carga excedente.

Existem dois tipos de infrações
Exceder o limite relacionado à dimensão da carga (grave), e causam as seguintes punições:

  • Multa de R$195,23;
  • Aplicação de 5 pontos à CNH; e
  • Medida administrativa de retenção do veículo para regularização.

exceder o limite de peso (leve) e gera as seguintes punições:

  • Pagamento de multa de R$ 130,16;
  • 4 pontos computados à CNH.

Além do valor pela infração, a cada duzentos quilogramas ou fração de excesso de peso, é acrescentado determinado valor. De acordo com o art. 13 da Resolução n° 258/07, os valores que variam com os excessos de peso são os seguintes:

  • Até 600 quilogramas – R$ 5,32;
  • De 601 a oitocentos quilogramas – R$ 10,64;
  • de 801 a 1000 quilogramas – R$ 21,28;
  • de 1001 a 3000 quilogramas – R$ 31,92;
  • de 3001 a 5000 quilograma – R$ 42,56;
  • acima de 5001 quilogramas – R$ 53,20.

Como regularizar o RNTRC

O Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC), é uma lei nº 11.442, de 5 de janeiro de 2007,estar inscrito nela é obrigatório para os transportadores rodoviários remunerados de cargas em uma das seguintes categorias:

  • Transportador Autônomo de Cargas – TAC;
  • Empresa de Transporte Rodoviário de Cargas – ETC;
  • Cooperativa de Transporte Rodoviário de Cargas – CTC.

Regularize seu documento com o DOK tirando toda a burocracia de forma rápida e prática! Basta entrar em nosso site e solicitar esse serviço!

TAGS: tabela peso antt / quanto pesa um caminhão / tabela de peso caminhão



Perguntas Frequentes

O que é a tabela DNIT?
É o Órgão responsável pela manutenção, fiscalização, construção das rodovias, visando o desenvolvimento sustentável do país.
Como saber o peso limite da minha carga?
Basta olhar na tabela DNIT, ou, fazer o cálculo: LOTAÇÃO = PBT - TARA (sendo: PBT: valor total do veículo já com a carga. TARA: peso do veículo sem sua carga, ou seja, vazio.)
Quanto custa a multa por excesso de peso no frete?
Exceder o limite relacionado à dimensão da carga (grave): Multa de R$195,23. Exceder o limite de peso (leve) e gera as seguintes punições: Multa de R$ 130,16
Posts relacionados