Cargas refrigeradas: entenda sobre o transporte

Por: Brenda Ponciano

Publicado em 07 de janeiro de 2022 | Atualizado em 06 de janeiro de 2022

Caminhoneiro controlando a temperatura da carga refrigerada do seu caminhão.

Olá, Condutor! Você sabe como são regulamentadas as cargas refrigeradas?

O transporte de mercadorias refrigeradas é um trabalho delicado, pois envolve muitos processos e tem uma regulamentação bem exigente, porém ainda assim, é um mercado com muitas oportunidades.

O que acontece é que por conta de todos os cuidados envolvidos neste tipo de frete, além de todos os investimentos necessários, poucas pessoas se interessam por este ramo. Sendo assim, o nicho frigorífico possui uma boa remuneração, por conta da escassez de transportadores e de todos os cuidados que é preciso tomar com a mercadoria.

Se você se interessa por esse assunto, e quer saber outras coisas como: regulamentação de cargas refrigeradas, cálculo deste tipo de frete, etc. não se preocupe! Nós separamos um material completo, que aborda todos esses temas e muito mais. Leia o artigo até o final para tirar todas as suas dúvidas!

ANTT: o que é e o que faz

Antes de falarmos sobre o transporte frigorífico, precisamos entender primeiro como funciona a regulamentação do modal rodoviário no Brasil, para isso é necessário saber o que é a ANTT.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) é um órgão federal que tem como responsabilidade regularizar, fiscalizar e supervisionar os serviços prestados por transportes terrestres, tanto de carga quanto de pessoas.

Entre as funções da entidade estão: regulamentação de leis para ônibus e caminhões de frete; fiscalização das normas; aplicação de penalidades para infrações; realização do Registro Nacional dos Transportes Rodoviários de Cargas (RNTRC); entre outros.

O órgão também é responsável por estabelecer os valores mínimos que devem ser cobrados por frete, inclusive o preço que deve ser cobrado por transportar cargas rodoviárias, mas isso é assunto para outro tópico.

Carga refrigerada: conceito e exemplos

Para transportar mercadorias refrigeradas, primeiramente é preciso saber o que elas são, não é mesmo?

Cargas refrigeradas são mercadorias frágeis que necessitam de temperaturas controladas para se manterem conservadas, o controle do clima desses produtos deve ser mantido em todo seu armazenamento, inclusive em seu transporte.

  • Produtos que estragam facilmente;
  • Mercadorias que a conservação dependem de uma temperatura específica;
  • Cargas que têm na composição algum componente que precise de uma temperatura ideal para manter suas propriedades (como os remédios, por exemplo).

Resumidamente, os itens refrigerados são perecíveis e remédios. Para que você possa entender melhor do que se trata essa carga, nós separamos alguns exemplos, veja na sequência!

Exemplos de cargas refrigeradas

Além dos remédios, segundo a Anvisa, um dos órgão que fiscaliza o serviço de transporte frigorífico, também são consideradas mercadorias refrigeradas:

  • ovos em casca ou processados, bem como subprodutos;
  • crustáceos, moluscos e frutos do mar vivos ou frescos;
  • todos os alimentos, processados ou não, congelados ou super gelados;
  • carnes, aves, peixes e derivados;
  • leite in natura e derivados;
  • leveduras e fermentos;
  • gelo em cubo;
  • frutas, legumes e cogumelos frescos ou crus, processados ou não;
  • todos os alimentos, que necessitem estar obrigatoriamente em temperaturas estabelecidas por legislação específica.
Infográfico informando a temperatura ideal de cargas refrigeradas.A imagem contêm as seguintes informações:Você sabe qual é a temperatura ideal para cada tipo de alimento?-Lácteos: 0ºC a 5ºC.-Carnes congeladas: igual ou menor que -18ºC.-Peixes congelados: igual ou menor que -18ºC-Ovos frescos: de  0ºC a 15ºC– Frutas e vegetais frescos: de 7ºC a 10ºC.– Frutas e vegetais congelados:  menor que -18ºC.

Regulamentação de cargas refrigeradas: Norma NBR 14701

Como todo serviço precisa seguir algumas regras, com o transporte refrigerado não seria diferente. Nesse caso, a principal norma que regulamenta esse trabalho é a NBR 14701.

A norma NBR 14701, é uma resolução da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) que visa apresentar e explicar as responsabilidades e procedimentos que devem ser tomados no transporte de produtos refrigerados.

Confira algumas indicações da regulamentação:

  • A refrigeração do veículo deve ser iniciada 15 minutos antes do transporte;
  • Durante a estocagem, a câmara frigorífica deve ser controlada para manter a temperatura do produto sempre no valor desejado, ou mais baixa, com o mínimo de oscilação;
  • Os alimentos devem ser estocados de forma a permitir a adequada circulação do ar, evitando também contato com paredes, teto ou piso.
  • O veículo deve possuir instrumento para registro contínuo de temperatura do ar interno e indicador durante o transporte;
  • O processo de carga e descarga deve ser feito o mais rápido possível para que a carga não perca temperatura;
  • Todas as atividades em ambientes refrigerados devem ser executadas sempre por profissional capacitado e protegido pelos equipamentos de proteção individual (EPI) relacionados à cadeia do frio.

Saiba mais sobre ANTT

Está procurando outras informações sobre a ANTT? Confira nossos artigos:

Entenda tudo sobre o cadastro ANTT e descubra como tirar pela internet

Tabela de preço do IPVA: saiba qual é o valor para 2022

E-licenciamento: tudo o que precisa saber


Caminhão refrigerado: o que é

Agora que você já sabe tudo sobre as mercadorias refrigeradas, vamos falar mais sobre como funciona o transporte em si, começando pelo principal — o caminhão.

Caminhões refrigerados são automóveis capazes de manter algumas temperaturas específicas.

Eles são montados por um veículo do tipo caminhão, da categoria leve, equipado com 1 uma carroçaria rígida, constituído por características específicas para transporte de produtos perecíveis.

A carroçaria para conduzir cargas refrigeradas pode ser de diferentes tipos. Algumas categorias são: baú refrigerado, baú frigorifico e bug porta container. Confira as características deles:

Baú refrigerado

O baú refrigerado é um tipo de câmara frigorífica móvel, utilizada para o transporte de cargas que necessitam um controle melhor de temperatura (entre 0 e -10° C). Eles podem ser desenvolvidos de acordo com a necessidade da mercadoria a qual será feita a entrega.

Geralmente, eles transportam produtos como sobremesas geladas, pescados, carne, laticínios, frios, flores, remédios, frutas e verduras.

Baú frigorífico

O baú frigorífico é quase igual às câmaras, porém, ele consegue conservar a mercadoria em temperaturas mais baixas (entre -15° C e -20° C).

Neste tipo de carroceria é indicado para o transporte de congelados como frangos, carnes, bovina e suína, pães congelados e peixes.

Container refrigerado

Por fim, o container refrigerado trata-se de um compartimento refrigerado utilizado para entregar itens que necessitam ter a sua temperatura controlada constantemente.

Uma de suas vantagens é a programação de sua temperatura, ou seja, ele permite que o motorista ou gestor programem o clima ideal para o transporte da carga antes do horário de partida.

Qual a temperatura de um caminhão frigorífico?

A temperatura do veículo varia de acordo com a mercadoria que está sendo transportada, pois cada tipo de produto refrigerado precisa de um clima específico para se manter conservado.

Nesse sentido, um automóvel frigorífico geralmente possui temperaturas que variam entre 0° e -20°, porque as categorias de cargas refrigeradas necessitam desse clima em sua condução.

Transporte de cargas refrigeradas: como funciona

Nós já falamos basicamente de todos os fatores que envolvem o transporte de cargas frigorificadas, porém ainda faltam alguns detalhes sobre sua regulamentação.

Primeiramente todo transporte rodoviário, de qualquer tipo, é fiscalizado pela ANTT. A agência controla fatores como volume de carga, piso do frete, etc.

Depois, se tratando de mercadorias refrigeradas, nós temos a Norma NBR 14701 que dispõe responsabilidades e procedimentos envolvidos na estocagem, armazenagem e distribuição dos produtos frigorificados.

Por último, a Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, é responsável por fiscalizar o transporte tanto de alimentos refrigerados quanto de remédios. O órgão verifica se os produtos estão sendo conduzidos de acordo com a legislação.

Como transportar produtos refrigerados?

Cargas refrigeradas são produtos sensíveis, pois precisam de uma série de cuidados para evitar que eles estraguem. Entre os procedimentos de produção desses itens, o transporte é a etapa mais vulnerável, por isso os automóveis devem seguir algumas recomendações. Vejas algumas dicas para entregar cargas refrigeradas:

  • A cabine do caminhão deve ser separada do baú;
  • O piso tem que ser vedado;
  • As paredes da carroceria devem ser lisas;
  • É recomendado ter estrados resistentes, impermeáveis, que facilitam a circulação do ar;
  • Faça bem a distribuição dos volumes de carga;
  • Mantenha a higienização regular;
  • Divida as cargas de maneira que necessitem de uma mesma temperatura de conservação;
  • Use ganchos no caminhão para que os alimentos não fiquem perto do chão.

Valor frete carga refrigerada: como calcular

Depois de ter visto tudo sobre produtos refrigerados e como transportá-los, chegou a hora de compreender como calcular seu valor.

Como dito anteriormente, a ANTT possui uma tabela que disponibiliza as informações necessárias para calcular o frete de diferentes categorias de carga.

Para saber o valor mínimo de cargas refrigeradas, você pode consultar a tabela e fazer a conta manualmente, ou pode acessar o aplicativo InfraBr (app oficial da ANTT), colocar seus dados e ter o resultado com o preço que deve ser cobrado pelo transporte. Confira o passo a passo:

  • Primeiro você precisa baixar o aplicativo InfraBR no seu celular;
  • Depois de se cadastrar, clique no botão ‘Fretes’ e preencha os dados solicitados (tipo de carga, eixos, distância, tipo de contratação e as informações seguintes).
  • Por fim, o app disponibilizará o valor mínimo do frete segundo as normas da agência reguladora, pois se trata de um dispositivo oficial.

Cálculo de cargas refrigeradas por km rodado

Agora, caso você queira calcular o frete por quilômetro rodado siga os seguintes procedimentos:

  • Calcule os custos fixos: considere os gastos que não mudam conforme o volume de operações, como impostos (IPVA, DPVAT, etc.), depreciação (desgaste e desvalorização de um veículo ao longo do tempo), valores pagos por tecnologia (rastreamento, GPS, softwares, etc. ).
  • Considere os custos variáveis: analise os gastos que oscilam conforme o uso dos automóveis, como manutenções e troca de peças, desgaste dos pneus, consumo de combustível, pedágios, seguro da carga, entre outros.
  • Encontre a quilometragem e finalize o cálculo: Por fim, some a quantidade de quilômetros rodados no período escolhido, como por mês, por exemplo. Em seguida, some os custos fixos e variáveis desse espaço de tempo e divida-os pela quilometragem total.

Vale lembrar que o valor agregado do frete gira em torno de até 50% a mais do que os outros tipos, pois caminhões que são apropriados para esse transporte precisam de mais equipamentos mais cuidados com sua manutenção, além disso, o serviço em si também é mais trabalhoso.

Tipos de cargas ANTT: conheça outras modalidades

Além da carga frigorificada, a ANTT também regulamenta o transporte de outras mercadorias, veja quais são:

  • Geral: sacos, fardos, caixas, engradados, amarrados, e volumes sem embalagens, como maquinários industriais ou blocos de pedra;
  • Granel: carga líquida ou seca embarcada, transportada sem acondicionamento, sem marca, sem identificação, sem contagem de unidades;
  • Neogranel: carga que pode ser contada, mas, não pode ser embalada, por exemplo, automóvel;
  • Perigosas: cargas que podem causar danos à estrada, aos veículos, ao meio ambiente e à saúde das pessoas, exemplificando: líquidos inflamáveis.

Consulta ANTT

Caso você trabalhe com outro tipo de carga ou até mesmo já transporta produtos refrigerados e precisa consultar seus débitos ANTT, você pode fazer isso aqui no nosso site mesmo, com apenas alguns cliques.

Consulte seus documentos veiculares com o DOK! Para saber se seu caminhão tem alguma pendência, basta ir até nossa página inicial, informar sua placa e um e-mail atualizado, em apenas alguns segundos aparecerá as informações que você deseja.

Vale lembrar, que se o seu veículo possuir alguma multa, você também pode quitá-la com a gente. Nós parcelamos em até 12x e em 6 cartões diferentes.

TAGS: antt cargas perigosas / antt transporte de cargas / como transportar um frigorifico



Posts relacionados