Como calcular frete de transporte rodoviário: ANTT

Por: Brenda Ponciano

Publicado em 30 de dezembro de 2021 | Atualizado em 30 de dezembro de 2021

como calcular frete de transporte rodoviário DOK Despachante

Olá, Condutor! Você sabe como calcular o frete de transporte rodoviário?

Saber precificar corretamente um produto ou serviço é essencial para gerar lucro e ter sucesso no seu ramo. Tendo isso em vista, é muito importante que você, motorista de carga, saiba como calcular frete de transporte rodoviário.

Segundo o governo nacional, o modal rodoviário é o principal meio de transporte utilizado para movimentar cargas no Brasil. Além disso, no setor privado a logística costuma representar cerca de 50% dos gastos de uma empresa.

Neste sentido, o frete rodoviário, além de ser uma excelente oportunidade de negócio e trabalho, é também o principal custo de muitos empreendimentos. Sendo assim, o valor do frete torna-se um fator muito importante para as empresas, transportadoras e principalmente para os condutores de cargas.

Pensando nisso, nós separamos um material completo para te ajudar a precificar este serviço. Leia até o final para entender todos os fatores que influenciam no valor do frete em vias urbanas.

ANTT: o que é e como funciona

Antes de irmos ao ponto principal deste artigo, precisamos entender primeiro como é feita a regulamentação do transporte rodoviário por meio da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Ela foi criada em 2001, através da lei n°10.233. De acordo com a legislação, é responsabilidade da entidade: regularizar, fiscalizar e supervisionar as atividades de prestação de serviços e de exploração da infraestrutura de transportes terrestres: tanto de carga, quanto de pessoas.

Além disso, a ANTT é encarregada de emitir o Registro Nacional dos Transportes Rodoviários de Cargas (RNTRC). O documento serve para controlar e regularizar a movimentação de cargas e delimitar as áreas em que os condutores certificados atuam.

Por fim, a agência também criou uma tabela com valores mínimos para fretes, uma resolução muito importante para caminhoneiros, pois regulamenta o valor do serviço sem que o condutor sofra prejuízo.

O que é frete rodoviário

A maioria das pessoas precisam do transporte rodoviário em suas vidas para ter acesso a algum produto, no entanto nem todas sabem o que isso significa e como funciona esse serviço.

O frete rodoviário nada mais é que o valor cobrado pelo serviço de transporte. Ele engloba a coleta, o transporte e a entrega da carga.

Tipos de cargas – ANTT

Como dito anteriormente, a ANTT estabeleceu uma tabela de valores mínimos para frete. Conforme a legislação, o contratante que pagar ao condutor um preço menor que o da tabela estará sujeito a multa.

Para regulamentar o piso de frete, a agência considera o tipo de carga, o número de eixos do caminhão na operação de transporte e a distância a ser percorrida para estabelecer o valor do carreto.

Conforme o órgão, as cargas são dividas nas seguintes categorias:

  • Geral: sacos, fardos, caixas, engradados, amarrados, e volumes sem embalagens, como maquinários industriais ou blocos de pedra;
  • Granel: carga líquida ou seca embarcada, transportada sem acondicionamento, sem marca, sem identificação, sem contagem de unidades;
  • Neogranel: carga que pode ser contada, mas, não pode ser embalada, por exemplo, automóvel;
  • Frigorificada: precisa ser guardada sob temperatura fresca constante, acima do grau de congelamento, como carnes, hortaliças e frutas;
  • Perigosas: cargas que podem causar danos à estrada, aos veículos, ao meio ambiente e à saúde das pessoas, exemplificando: líquidos inflamáveis.

Além disso, a tabela criada pela agência também leva em conta alguns custos fixos e variáveis. Veja quais são:

  • Custos fixos: perda de valor do automóvel (depreciação), salário do motorista e encargos sociais;
  • Custos variáveis: manutenção do veículo e combustível.

Tipos de fretes – ANTT

Outro fator que a lista ANTT considera, são as categorias de fretes. Atualmente, a tabela é dividida em quatro categorias, são elas:

  • Tabela A – Transporte Rodoviário de Carga Lotação — Frete mínimo;
  • Tabela B – Operações em que haja a contratação apenas do veículo automotor de cargas;
  • Tabela C – Transporte Rodoviário de Carga Lotação de Alto Desempenho;
  • Tabela D – Operações em que haja a contratação apenas do veículo automotor de cargas de alto desempenho.

O transporte de carga lotação é uma modalidade em que a capacidade de carga do veículo é preenchida completamente ou quando o carregamento é de apenas um cliente, nesse tipo de frete a entrega é feita diretamente ao destinatário.

Já quando falamos de operações de alto desempenho, estamos nos referindo aos serviços que levam menos tempo de carga e descarga.

Por fim, é bom lembrar que as tabelas são atualizadas até os dias 20 de janeiro e 20 de junho de cada ano, ou quando o preço do diesel sofrer variação superior a 10%.


Saiba mais sobre documentação veicular

Ainda tem outras dúvidas sobre outras categorias de documentações ou legislação veicular? Nós temos alguns artigos que podem te ajudar, confira:

Entenda tudo sobre o cadastro ANTT e descubra como tirar pela internet

Tabela de preço do IPVA: saiba qual é o valor para 2022

E-licenciamento: tudo o que precisa saber


Como calcular o frete de transporte rodoviário

Agora que você já sabe como funciona o órgão regulamentador dos transportes terrestres e como são divididos as categorias de cargas e fretes, vamos ao que importa: o cálculo do frete rodoviário.

Hoje em dia, há várias formas de calcular o frete. Nós te ensinaremos alguns procedimentos, acompanhe!

Qual o piso mínimo do frete segundo a ANTT

O piso mínimo de frete é estabelecido na tabela ANTT.

Para calcular o frete segundo a agência é preciso ter as seguintes informações:

  • Categoria de carga a ser transportada;
  • Distância que será percorrida para a realização do frete;
  • Número de eixos carregados do veículo.

A conta pode ser feita tanto manualmente, quanto virtualmente. A fim de facilitar sua vida nós te explicaremos como realizar o cálculo online. Confira:

  • Primeiro você precisa baixar o aplicativo InfraBR no seu celular;
  • Depois de se cadastrar, clique no botão ‘Fretes’ e preencha os dados solicitados (tipo de carga, eixos, distância, tipo de contratação e as informações seguintes).
  • Por fim, o app disponibilizará o valor mínimo do frete segundo as normas da agência reguladora, pois se trata de um dispositivo oficial.

Como calcular frete de transporte rodoviário por KM

O cálculo disponibilizado pela ANTT é uma boa forma de regulamentar as condições de pagamento, porém ele estabelece apenas os valores mínimos que os contratantes devem quitar o transporte.

Sendo assim, existem outras maneiras de calcular a remuneração, considerando outros fatores como: custos fixos, custos variáveis e quilometragem. Confira o passo a passo:

1- Calcule os custos fixos

Considere os gastos que não mudam conforme o volume de operações:

  • Impostos sobre a frota como: IPVA, DPVAT, licenciamento, seguros, etc;
  • Depreciação — desgaste e desvalorização de um veículo ao longo do tempo;
  • Valores pagos por tecnologia como: rastreamento, GPS, softwares, etc.

2- Considere os custos variáveis

Analise os gastos que oscilam conforme o uso dos automóveis.

  • Manutenções e troca de peças;
  • Desgaste dos pneus;
  • Consumo de combustível;
  • Pedágios;
  • Seguro da carga.

3- Encontre a quilometragem e finalize o cálculo

Por fim, some a quantidade de quilômetros rodados no período escolhido, como por mês, por exemplo. Em seguida, some os custos fixos e variáveis desse espaço de tempo e divida-os pela quilometragem total. Veja como fazer conforme o exemplo a seguir:

  • Gastos fixos mensais: R$10.000,00
  • Custos variáveis mensais: R$14.000,00
  • Quilometragem mensal: 6.000 km

Dessa forma:

10.000 + 14.000,00 = 24.000,00
24.000,00/6.000 = R$ 4,00 (valor cobrado por km rodado)

Como calcular frete de transporte rodoviário | DOK Despachante

Tabela de como calcular frete de transporte rodoviário ANTT

O principal meio de calcular o valor mínimo de frete é através dos dados da ANTT.

A agência disponibiliza uma tabela oficial que regulamenta o cálculo do piso. Basta acessar a lista oficial.

E, caso você queira aprender como calcular frete de transporte rodoviário manualmente, a entidade também tem conteúdo explicando o passo a passo, o material está disponível.

Consulta ANTT

Caso você tenha dúvidas sobre a ANTT, nós podemos te ajudar!

Faça sua consulta com o DOK! Para ver seus documentos veiculares você só precisa ir na nossa página inicial e informar a placa do seu automóvel e algum e-mail atualizado. Parcele seus débitos em até 12x e em 6 cartões diferentes.

TAGS: frete de carga / frete cif e fob rodoviário / frete carga



Perguntas Frequentes

Como calcular o valor de um frete?
O valor do transporte pode ser calculado de diversas formas, algumas delas são: através da tabela ANTT e por quilometragem.
Como calcular o valor do frete por km rodado?
Para fazer essa conta, basta somar os custos fixos e variáveis de um espaço de tempo (por mês, por exemplo) e dividi-los pela quilometragem do trajeto.
O que é a tabela de cálculo de frete rodoviário?
A tabela de frete mínimo, é uma regulamentação da ANTT que estabelece o piso de frete, ou seja, a tabela determina o valor mínimo que deve ser pago pelo serviço de transporte.
Posts relacionados