Tudo o que você precisa saber sobre moto elétrica

Por: Redator DOK

Publicado em 17 de novembro de 2023 | Atualizado em 28 de março de 2024

Capa Artigo Tudo o que você precisa saber sobre moto elétrica | DOK Despachante

Salve, Motorista! Uma pesquisa da Fenabrave apontou que, apenas em 2022, mais de 7.200 unidades de veículos designados como moto elétrica foram vendidas no Brasil.

Esse fenômeno não acontece por acaso: sustentável, econômica, prática e ágil, a moto elétrica é vista como uma alternativa ao trânsito caótico, à emissão de gases poluentes e ao gasto com combustíveis prejudiciais.

Mas como funciona esse meio de transporte e quais são as expectativas para a sua disseminação no país ao longo das próximas décadas? A moto elétrica precisa de habilitação? Quanto custa? A seguir, você encontrará essas e muitas outras respostas sobre o tema da “moto elétrica”. Continue a leitura!

O que é a moto elétrica?

A moto elétrica se caracteriza pelo motor elétrico como elemento substituto do formato tradicional de combustão. Pode ser recarregada em pontos estratégicos domésticos ou distribuídos ao redor da rua. Seu maior benefício está em dispensar o uso de combustíveis fósseis e não emitir gases poluentes na atmosfera.

Mantenha seu veículo em dia!

Além disso, é muito prática e apresenta uma excelente performance, podendo rodar na cidade por horas de forma segura e confortável para o motorista. Para melhorar, você ainda pode optar por um seguro de moto e otimizar sua experiência.

É preciso habilitação para pilotar moto elétrica?

Mas, motorista, se você está se perguntando se moto elétrica precisa de CNH, aqui está a sua resposta. Na categoria de moto elétrica, é necessário possuir uma carteira de habilitação de categoria A (para veículos motorizados de duas ou três rodas).

Isso acontece por tratar-se de um veículo com placa e que exige cuidados com as regras de trânsito.

Pode andar de moto elétrica na rua?

Com a chegada de novos formatos de veículos, o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) vem desenvolvendo normas para diferenciar e fiscalizar o uso das categorias criadas recentemente. A resolução CONTRAN moto elétrica 2023 foi responsável por muitas dessas atualizações. 

No caso da moto elétrica, há um consenso de que ela pode circular tanto em ruas locais quanto em rodovias. Hoje, há espaço para as elétricas até mesmo no segmento de motos de trilha. Mas, como sempre, é preciso ter responsabilidade e adotar os cuidados equivalentes aos de outros veículos presentes nesses espaços.

Assim como nos modelos de moto tradicionais, deve prevalecer o respeito às leis de trânsito estabelecidas pelos órgãos reguladores.

Pode andar sem capacete de moto elétrica?

Muitas pessoas buscam por um modelo de moto elétrica que não exige habilitação ou capacete. No entanto, a verdade é que qualquer veículo dessa categoria requer o uso de capacete, bem como todos os outros veículos de duas e três rodas que podem circular em ruas e rodovias. Portanto, é essencial o uso de capacetes com viseiras ou óculos protetores.

Essa é uma medida de segurança para os motoristas, que estão expostos aos perigos do trânsito como qualquer outro condutor. Portanto, se você está considerando o uso de uma moto elétrica, é muito válido investir em um capacete de qualidade.

Dica extra: uma moto sem placa, mesmo que seja elétrica, pode gerar multas. Então, atente-se a esse detalhe na hora de comprar um modelo.

Quanto custa uma moto elétrica?

A cada ano, a moto elétrica (também conhecida como ciclomotor ou motoneta elétrica) torna-se mais acessível para o público. Além de apresentar uma demanda que cresce constantemente, esse fenômeno também está relacionado à preocupação do público e dos órgãos responsáveis com a causa sustentável.

Motorista, se você está pensando em comprar um produto como esse, o ideal é procurar entender suas necessidades e quais funcionalidades ele deve ter para atender ao que você precisa. 

Hoje em dia, é possível encontrar modelos de moto elétrica com preço mais em conta a partir de R$3.000. No entanto, os valores podem chegar a até R$15.000.

Vale ressaltar que a moto elétrica tende a gerar economia a longo prazo, uma vez que utiliza fontes mais econômicas de energia e tem uma eficiência excelente para o uso no dia a dia.

Confira quais são os modelos de moto elétrica mais populares no Brasil recentemente e os seus respectivos preços:

infográfico sobre motos elétricas mais vendidas no Brasil- DOK
Infográfico elaborado por Bruna Florentino | DOK

Saiba mais curiosidades sobre veículos

Ei, Motorista! Se você chegou até aqui, achamos que também vai precisar saber disso. Confira: 


Como carregar moto elétrica?

Assim como o seu celular e o seu notebook, a sua moto elétrica também será carregada a partir de fontes de energia e terá uma carga que funcionará por um determinado período de tempo. A bateria da moto elétrica é bem resistente e, por isso, oferece uma longa vida útil ao veículo.

Portanto, basicamente, é preciso conectá-la a um ponto de carregamento (que pode ser doméstico ou estar disponível na rua) e aguardar um período curto até que a carga esteja completa ou seja suficiente para o seu trajeto.

Se você estiver na rua e precisar de uma carga, não se preocupe. Atualmente, já é possível encontrar totens e fazer esse processo como se estivesse em um posto de gasolina tradicional. 

Quanto tempo uma moto elétrica pode rodar sem precisar ser recarregada?

Essa é uma dúvida muito comum entre pessoas que têm interesse em uma motocicleta elétrica. Afinal, quanto é possível rodar antes de precisar fazer uma recarga? De maneira geral, isso depende da qualidade do fabricante e das funcionalidades do veículo.

Mas, para que você tenha uma ideia, alguns modelos podem chegar a impressionantes 60 km por ciclo de carregamento. Essa é uma distância significativa para quem quer cumprir com as tarefas do dia a dia e ter facilidade de locomoção.

Como é usar a moto elétrica no Brasil?

Agora que você já sabe como funciona a moto elétrica, pode estar se perguntando como é ter um veículo dessa categoria circulando pelas estradas brasileiras, não é mesmo? 

Por muito tempo, a moto elétrica levantou suspeitas do público por ser diferente e ter um funcionamento que dependia de fontes de energia que não são provenientes de combustíveis fósseis. Mas, hoje em dia, essa revolução é inevitável e está conquistando o público.

Por isso, cada vez mais, é possível encontrar pontos de carregamento e lojas que vendem veículos elétricos com fácil acesso. Isso é essencial para que essa iniciativa consiga atingir públicos mais amplos e seja normalizada diante dos brasileiros.

Como cuidar da sua moto elétrica?

Ficou interessado em adquirir uma moto elétrica, motorista? Lembre-se de que um ponto importante é manter-se em dia com a lei para poder usá-la com segurança.

Por se tratar de um veículo que exige CNH, é preciso contar com parceiros de confiança para garantir uma documentação sempre válida. 

O DOK Despachante é um exemplo de como pode ser fácil manter seu veículo sempre regular sem precisar sair de casa. No nosso site você pode realizar consultas de multas e outros débitos utilizando apenas um e-mail e a placa do veículo.

Conclusão

Como vimos neste artigo, seja pela economia a longo prazo, pela acessibilidade ou pela preocupação ambiental, a moto elétrica é uma alternativa eficiente para o dia a dia e para o futuro da mobilidade. 

Então, motorista, se após conhecer algumas informações importantes sobre esse veículo, desde seu funcionamento até questões legais, o desejo de possuir uma moto elétrica despertou em você, lembre-se sempre de manter-se em conformidade com a legislação e, qualquer dúvida, consulte o seu veículo com o DOK

Para saber mais, vale a pena conhecer nosso blog, temos muitos outros conteúdos para tirar todas as suas dúvidas! Também confira as nossas redes sociais, estamos no Instagram, Facebook, YouTube, TikTok e LinkedIn

TAGS: moto elétrica preço, moto elétrica que não precisa de habilitação, moto elétrica no brasil, valor da moto elétrica


Perguntas frequentes sobre a moto elétrica

É preciso habilitação para pilotar moto elétrica?

Sim. É preciso ter uma carteira de habilitação da categoria A para dirigir uma moto elétrica.

Pode andar de moto elétrica na rua?

Sim, uma moto elétrica pode circular nas ruas locais ou em rodovias, desde que as regras de conduta de trânsito sejam seguidas.

Pode andar sem capacete em moto elétrica?

O uso de capacete em moto elétrica é obrigatório e deve incluir viseiras ou um óculos protetor. O desrespeito dessa norma pode gerar multas.



Posts relacionados