Descubra tudo sobre as cargas perigosas ANTT e como transportá-las

Por: Gregory Packs

Publicado em 31 de dezembro de 2021 | Atualizado em 01 de fevereiro de 2024

Capa-tudo-sobre-cargas-perigosas-DOK

Salve, Motorista! Já parou para pensar sobre a importância de quem cuida de nossas rodovias e das cargas perigosas que circulam por elas?

Segundo o Ministério da Infraestrutura (MInfra), as rodovias brasileiras têm uma extensão total de 75,8 mil quilômetros, e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) é responsável por 12,8% desse total. 

Se você trabalha nesse ramo ou tem curiosidade sobre o assunto, continue lendo o nosso artigo. 

ANTT: o que é e o que faz

A Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT) é a responsável por regular e fiscalizar os serviços de transporte de passageiros e cargas nas nossas rodovias, garantindo a segurança no trânsito do Brasil. 

Mantenha os débitos atualizados | DOK

A história da ANTT começou em 5 de junho de 2001, quando foi criada pela Lei nº 10.233, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso.

Nessa época, houve uma reestruturação nos transportes aquáticos e terrestres, o que resultou na formação de diversos órgãos importantes, como o Conselho Nacional de Integração de Políticas de Transporte, a Agência Nacional de Transportes Terrestres, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. 

A ANTT é focada em promover a segurança e a organização nas nossas estradas, e oferece uma atenção especial às cargas perigosas que circulam por elas. Com sua atuação, busca garantir que o transporte terrestre seja feito de forma eficiente e segura para todos os brasileiros. 

Carga perigosa: entenda o que é

Você sabe o que é uma carga perigosa? De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), órgão responsável pela infraestrutura de transportes no Brasil, carga perigosa é tudo aquilo que pode trazer riscos tanto para a natureza quanto para as pessoas.

Não sabe quando vencem? | DOK

Existem mais de 3 mil tipos de cargas que se enquadram nessa categoria, e elas podem representar perigo para a saúde, segurança pública e meio ambiente.

É essencial entender a importância de identificar e tratar com cautela esse tipo de carga durante o transporte, visando a segurança de todos os envolvidos e a preservação do meio ambiente. Conhecer bem essas cargas é fundamental para garantir um trânsito seguro e prevenir acidentes. 

Infográfico sobre tipos de cargas perigosas| DOK Despachante
Infográfico elaborado por Bruna Florentino | DOK Despachante

Quais tipos de cargas perigosas existem?

Já parou para pensar nos riscos que uma carga pode representar em casos de imprudência ou acidentes?

Como falamos, se essa carga pode causar danos à estrada, à saúde, a outros veículos e até ao meio ambiente, então é classificada como perigosa. Veja alguns exemplos:

Mantenha os débitos atualizados | DOK
  • Explosivos: São produtos que geram gases e calor em grande quantidade. Exemplos: Nitroglicerina e Pólvora.
  • Gases: Essas substâncias se espalham facilmente pelo ar, mesmo que não possuam cheiro. Exemplos: Gás de cozinha, Cloro e Amônia.
  • Líquidos Inflamáveis: Ao serem expostos a altas temperaturas, esses produtos podem gerar reações de combustão. Exemplos: Gasolina, Álcool e Combustível Diesel.
  • Sólidos Inflamáveis: Quando entram em contato com chama ou atrito, tornam-se inflamáveis. Exemplo: Enxofre.
  • Substâncias oxidantes e peróxidos orgânicos: Essas substâncias liberam oxigênio, podendo causar incêndios. Exemplo: Água Oxigenada.
  • Substâncias tóxicas e substâncias infectantes: São produtos químicos que podem causar danos sérios à saúde, mesmo em pequenas quantidades. Exemplo: Pesticidas.
  • Material radioativo: Essas substâncias liberam energias invisíveis, exigindo equipamento especializado para detectá-las. Apenas com blindagem em contêiner é possível garantir que a radioatividade não se espalhe.
  • Substâncias corrosivas: Produtos que podem causar queimaduras na pele, tanto no estado líquido quanto no sólido. Exemplos: Ácido Sulfúrico e Soda Cáustica.
  • Substâncias e artigos perigosos diversos: São materiais que não se enquadram nas demais categorias. Exemplo: Baterias de lítio.

Ao transportar qualquer uma dessas cargas, é fundamental seguir rigorosamente as normas de segurança, garantindo a proteção da natureza, das pessoas e do ambiente em geral.

Para isso é fundamental conhecer a Lei que regulamenta o transporte de cargas perigosas no Brasil. Veja abaixo. 

Lei de Cargas Perigosas: Lei nº 10.233/2001

Você sabe qual é a legislação que rege o transporte de cargas perigosas em nosso país? No Brasil, é a Lei nº 10.233/2001 e, como mencionamos anteriormente, quem cuida disso é a Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT). 

Uma das resoluções importantes é a ANTT nº. 5.232/16, que define quais produtos são considerados perigosos e estabelece as regras para a identificação, embalagem e sinalização adequadas dos veículos que transportam esse tipo de carga.

Não sabe quando vencem? | DOK

Além disso, ela também detalha toda a documentação necessária para garantir a segurança no transporte.


Saiba mais sobre ANTT

Ei, Motorista! Se você chegou até aqui, achamos que também vai precisar saber disso. Confira: 


MOPP: o curso que prepara motoristas para transporte de produtos perigosos

Se você trabalha com transporte de produtos perigosos, é fundamental conhecer o MOPP (Movimentação e Operação de Produtos Perigosos).

Esse curso tem um objetivo claro: aperfeiçoar, instruir, qualificar e atualizar os motoristas, preparando-os para conduzir veículos nesse segmento. 

Não sabe quando vencem? | DOK

Com o MOPP, o motorista conhece as normas de segurança, os procedimentos adequados para lidar com as cargas perigosas e como agir em situações de emergência.

Essa capacitação é essencial para garantir a segurança própria, dos outros condutores e também proteger o meio ambiente. 

O MOPP é previsto pelo art. 15 do RTPP (Regulamento para o Transporte de Produtos Perigosos) e criado seguindo um programa aprovado pelo Ministério dos Transportes, atualmente estabelecido na Resolução Nº 168/04 do CONTRAN.

Ao realizar o curso, o motorista obtém uma habilitação válida por cinco anos. Após esse período, será necessário realizar a atualização, que deve coincidir com a validade do exame de aptidão física e mental do condutor.

Mantenha os débitos atualizados | DOK

ssa atualização é essencial para manter-se preparado e seguro no transporte de cargas perigosas.

Caminhões de cargas perigosas

Você sabia que o transporte de cargas perigosas requer caminhões específicos? Tudo depende do tipo de carga que será transportada, seja ela líquida, sólida ou gás, e dos perigos que pode representar.

Além disso, algumas cargas precisam ser mantidas em alta ou baixa temperatura. Abaixo, listamos alguns exemplos de transporte: 

Tanque

O caminhão-tanque é um dos veículos mais conhecidos e amplamente utilizados no transporte de cargas que exigem cuidados especiais.

Não sabe quando vencem? | DOK

Sua estrutura metálica de alta qualidade permite o transporte seguro de líquidos inflamáveis, evitando vazamentos e acidentes. Além disso, dependendo do caso, ele também pode ser utilizado para transportar gases, sejam inflamáveis ou não.

Cargas perigosas caminhão tanque

Baú

O caminhão baú é uma opção muito popular para o transporte de cargas perigosas, pois oferece versatilidade e adaptação às necessidades específicas.

Por exemplo, se a carga precisa ser mantida em temperatura mais baixa, é possível contar com a versão refrigerada ou climatizada do caminhão. 

Além disso, ele pode servir como isolamento para certos componentes radioativos devido às suas dimensões adequadas, desde que seja feito com o material correto para garantir total segurança durante o trajeto.  

Não sabe quando vencem? | DOK
Cargas perigosas caminhão baú

Basculante

O caminhão basculante é a escolha ideal para garantir uma descarga segura e eficiente. Com um ótimo espaço e condições de isolamento, é perfeito para o transporte eficaz de cargas perigosas.

No caso do transporte de compostos minerais, como o minério de ferro, o basculante se destaca como uma excelente opção. 

Cargas perigosas caminhão basculante

Sider

O sider é um modelo de caminhão muito semelhante ao baú e, em muitos casos, é utilizado para transportar veículos de forma discreta.

Sua capacidade de isolamento e dimensão tornam possível o transporte de cargas perigosas com segurança.

Mantenha os débitos atualizados | DOK

Essa carroceria é fechada por lona, o que a inviabiliza para o transporte de líquidos ou gases. No entanto, produtos sólidos e embalados corretamente podem ser facilmente transportados por esse modelo.  

Cargas perigosas caminhão slider

Bitrem

O bitrem é composto por dois semirreboques unidos através de uma quinta roda de apoio, tornando-se uma opção altamente versátil para o transporte de diversas cargas, incluindo líquidos e componentes inflamáveis de alta estabilidade.

No entanto, é importante respeitar todas as condições e engates corretos, uma vez que o mau posicionamento pode ocasionar vibrações indesejadas durante o trajeto. 

caminhão bitrem

Rodotrem

O rodotrem também é composto por semirreboques, e sua quantidade pode variar conforme as necessidades de transporte, sendo as versões mais comuns com nove eixos.

Mantenha os débitos atualizados | DOK

Esse modelo utiliza lona em sua estrutura e é especialmente projetado para a movimentação de cargas pesadas, oferecendo alta segurança durante o percurso. 

 caminhões rodotrem

Porta-container

O porta-container é formado por uma longa plataforma que oferece máxima estabilidade durante o transporte. Sobre essa plataforma, é possível acomodar um contêiner metálico de dimensões padronizadas.  

O grande diferencial é que algumas cargas, como componentes radioativos, podem ser movimentadas nesses contêineres metálicos. 

 caminhão porta contîner
separador | DOK Despachante

Faça a consulta ANTT do seu veículo com o DOK!

Com o DOK ficou ainda mais fácil consultar seus documentos veiculares! Basta acessar nossa página e informar a placa do seu automóvel, juntamente com um e-mail atualizado.

Não sabe quando vencem? | DOK

Aqui no DOK, você pode parcelar seus débitos em até 12 vezes e utilizar até seis cartões diferentes. Agilidade e praticidade para você estar sempre em dia com seus documentos e poder transitar com seu veículo tranquilamente.

Conclusão

Neste artigo, vimos como a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) desempenha um papel fundamental na regulamentação e fiscalização do transporte de cargas perigosas em nossas rodovias.

Se você trabalha com o transporte de cargas perigosas, é crucial estar atualizado sobre as normas e procedimentos para evitar riscos e acidentes.

Além disso, destacamos a importância de cursos especializados, como o MOPP, que capacitam os motoristas para lidar com essas cargas de forma adequada.

Não sabe quando vencem? | DOK

Lembre-se sempre de escolher o veículo adequado para o transporte das cargas perigosas, seja ele um caminhão-tanque, sider, baú ou qualquer outro modelo que atenda às necessidades específicas da carga.

A segurança nas estradas é uma responsabilidade coletiva, e cada um de nós desempenha um papel importante para garantir um trânsito mais seguro e consciente.

TAGS: #mopp cargas perigosas/ #dnitcargasperigosas/ #anttcargasperigosas


Perguntas frequentes sobre CARGAS PERIGOSAS

Existem cursos especializados para motoristas que transportam cargas perigosas? 

Além do MOPP (Movimentação e Operação de Produtos Perigosos), há outros cursos, como o Curso de Transporte de Produtos Perigosos (CTPP) e o Curso de Emergência e Resposta a Acidentes com Produtos Perigosos (CRPP).

Quais são os principais órgãos responsáveis pela regulamentação e fiscalização do transporte de cargas perigosas no Brasil?  

Os principais órgãos responsáveis são a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e o Ministério dos Transportes.

Qual a importância de escolher o veículo adequado para o transporte de cargas perigosas?

Escolher o veículo correto é fundamental para garantir a segurança no transporte de cargas perigosas. Veículos como caminhão-tanque ou baú são projetados para atender às necessidades específicas desse tipo de carga, evitando vazamentos, contaminações e acidentes durante o trajeto.



Posts relacionados