Saiba quais são os cuidados antes de comprar uma moto usada!

Por: Gregory Packs

Publicado em 19 de dezembro de 2023 | Atualizado em 11 de abril de 2024

Capa Artigo Saiba quais são os cuidados antes de comprar uma moto usada! | DOK

Salve, Motorista! Todos os dias, centenas de negociações são feitas visando a compra e venda de uma moto usada. Vista como uma forma muito mais acessível para adquirir um veículo próprio, essa possibilidade encanta muitos brasileiros em busca de alternativas de transporte econômicas e autonomia.

Mas, quando se trata de escolher uma moto usada, surgem dúvidas sobre a segurança durante esse processo, alimentadas por histórias de compras que deram errado e automóveis com problemas, o que acaba gerando preocupações entre os motoristas.

No artigo de hoje, mostraremos que, quando aplicados os protocolos corretos, não há motivos para temer o investimento em uma moto usada. Lembre-se de salvar este artigo para consultá-lo sempre que necessário e aproveite a leitura.

Como comprar moto usada?

Quando se trata de uma moto usada, alguns cuidados podem fazer uma diferença significativa nas suas chances de ter um veículo que durará longos anos, proporcionando viagens com conforto e segurança.

Dica para evitar problemas

Existem algumas formas de fazer isso, que vão desde a negociação direta com uma concessionária especializada até o contato com antigos proprietários.

Depois, é preciso fazer algumas avaliações práticas, incluindo verificação de documentação, as condições da moto e a conferência das informações fornecidas pelos vendedores. Por fim, ocorre a transferência para que o veículo esteja oficialmente no seu nome.

Lembre-se de fazer tudo de maneira clara e transparente, uma vez que isso evita mal-entendidos e aumenta as chances de sucesso para ambos os lados. Siga rigorosamente todos os parâmetros legais e tenha certeza de que tudo foi verificado.

Dicas para comprar uma moto usada com inteligência

A este ponto, motorista, você já deve estar curioso sobre quais são as técnicas indicadas por especialistas para avaliar motos usadas baratas e boas antes de comprá-las. Aqui estão elas:

  • Estabeleça um orçamento:
    Se você começar a procurar por uma moto usada sem rumo algum, vai acabar se perdendo na infinidade de possibilidades que o mercado oferece. Alguns modelos de moto mais modernos podem chamar a sua atenção e fazer com que gaste mais do que planejou. Ter um limite de preço pode te ajudar a reduzir opções e ter mais clareza na escolha.
  • Pesquise modelos e marcas:
    Passe longe da ideia de comprar o que estiver mais barato e de qualquer jeito. Faça uma boa pesquisa sobre marcas e modelos e identifique o que faz mais sentido para o seu estilo de vida e forma de direção.  O valor de manutenção também é importante e a tabela FIPE de motos usadas pode ser de grande ajuda nessa fase.
  • Verifique a documentação:
    Tenha atenção dobrada na hora de verificar documentos necessários para uma compra segura. Entre eles estão o Certificado de Registro (CRV) e o Certificado de Transferência de Propriedade (recibo). Também é recomendável ver se o vendedor é o proprietário registrado.
  • Histórico de Manutenção
    O histórico de manutenção serve para indicar todas as manutenções preventivas, os reparos e as inspeções que foram feitas na moto usada. Além de mostrar que o veículo está bem cuidado, isso pode mostrar pontos sensíveis dele.
  • Inspeção Visual:
    Dê uma olhada atenciosa na moto, procurando por sinais de desgaste excessivo, danos na estrutura, vazamentos de fluidos e tudo que pareça diferente do formato adequado. Confira também se a pintura é consistente e se a bateria da moto usada parece boa.
  • Teste de Condução:
    Praticamente todas as concessionárias e vendedores permitem um teste de condução antes da finalização do contrato. Portanto, se possível, avalie atentamente o desempenho do automóvel, a resposta do motor, a transmissão e até mesmo o conforto oferecido.
  • Verifique a quilometragem:
    Parece óbvio, mas vale lembrar: a quilometragem pode indicar um desgaste preocupante na moto. Ainda assim, não exclua uma opção só por esse fato. Se os cuidados estiverem adequados, ainda é possível ter um excelente aproveitamento.
  • Histórico de acidentes:
    Alguns serviços de históricos de veículos indicam se houve algum acidente com a moto. Se esse detalhe estiver disponível, isso pode te fornecer informações valiosas sobre uma moto usada.
  • Negociação: 
    É aqui que as suas habilidades de comunicação farão a diferença, motorista. Pesquise sobre o valor de mercado da moto e converse para encontrar uma posição confortável para ambos os lados.
  • Contrato de compra e venda: 
    Não faça nenhuma compra de moto usada sem ter um contrato estabelecido com atenção, assinado e devidamente testemunhado. Isso preserva os dois lados da negociação e estabelece termos de transação. Lembre-se também de pagar o documento da moto, se necessário.
Infográfico elaborado por Bruna Florentino | DOK

Saiba mais dicas

Ei, Motorista! Se você chegou até aqui, achamos que também vai precisar saber disso. Confira:


Qual a quilometragem ideal para comprar uma moto usada?

Como foi dito antes, não há um número limite de quilometragem para uma moto usada. Ao mesmo tempo em que esse fator pode ser decisivo, também não deve ser o único considerado em uma negociação.

Para muitas pessoas, uma média anual de quilometragem aceitável é de 4.000 a 8.000 quilômetros. Em algumas fontes, você encontrará profissionais indicando que cerca de 35.000 quilômetros representam o limite, enquanto outros estabelecem esse número em até 50. 000 quilômetros.

Mantenha a mente aberta e avalie o contexto geral para tomar a sua decisão e comprar a melhor moto usada.

Quanto custa para emplacar uma moto usada?

Motorista, tudo depende da região onde você mora, mas é possível encontrar esse serviço com valores entre R$100,00 e R$300,00. Isso pode aumentar significativamente se você optar por caracteres personalizados na placa.

Como aprender mais sobre moto usada?

Curtiu esse artigo? Então, você vai adorar o blog do DOK. Aqui você encontrará centenas de artigos que abordam leis de trânsito, cuidados com veículo, documentação veicular e estilo de vida. Vale a pena conferir para aprender como aproveitar ainda mais a sua moto.

Além disso, no DOK você também conta com uma plataforma grátis de consulta, na qual você poderá verificar todos os débitos da sua moto e pagar em até 12 vezes no cartão de crédito! É rápido, fácil e sem burocracias! Conheça agora todas as vantagens do DOK!

Conclusão

Motorista, agora que você finalizou a leitura deste artigo sobre compra de motos usadas, foi possível compreender que escolha de uma moto usada pode ser uma alternativa econômica e eficiente para o seu dia a dia.

No entanto, é preciso seguir as orientações apresentadas, como fazer uma pesquisa detalhada, verificar a documentação e realizar testes práticos. Dessa forma, você estará bem-preparado para uma boa negociação e compra.

Gostou do conteúdo? Conheça o nosso blog, temos muitos outros artigos para tirar todas as suas dúvidas! Também confira as nossas redes sociais, estamos no InstagramFacebookYouTubeTikTok e LinkedIn

Tags: bateria de moto usada, tabela fipe motos usadas, financiamento de moto usada


Perguntas frequentes sobre a moto usada

O que avaliar na hora de comprar uma moto usada?

Avalie as condições externas e internas da moto usada, verificando o histórico de manutenção, conferindo a documentação do proprietário e estudando a proporção entre a quilometragem e o estado do veículo.

Qual a melhor forma de comprar uma moto usada?

Você pode optar por um financiamento de moto usada, que ajuda bastante no parcelamento a longo prazo e nas melhores condições de pagamento. Além disso, pode optar por concessionárias especializadas que já têm processos facilitados.

Quanto custa para fazer o documento de uma moto?

O documento de transferência custa em torno de R$250,00. Esse valor pode mudar de região para região, bem como a exigência dos registros pedidos para esse processo.



Posts relacionados