Caminhonete D20: modelos, preço, consumo, vantagens, desvantagens e mais

Por: Matheus Packs

Publicado em 24 de abril de 2024 | Atualizado em 24 de abril de 2024

Capa Artigo Caminhonete D20 será que ainda vale a pena | DOK

Salve, Motorista! Está pensando em comprar uma caminhonete D20 antiga, mas não sabe se é um bom negócio? 

Então, continue a leitura para entender se ainda vale a pena ou não adquirir essa picape. Confira!

História da caminhonete Chevrolet D20

A caminhonete Chevrolet D20 foi a primeira picape nacional a oferecer um motor diesel de fábrica e chegou ao mercado em 1985. 

Fabricada pela General Motors do Brasil (GMB), a produção da D20 teve início em São José dos Campos, no interior de São Paulo, mas foi transferida para Córdoba, na Argentina, em 1995.

Quer manter seu veículo em dia?

Caminhonete D20 fez sucesso?

Com alta capacidade de carga, mas pouca velocidade, a caminhonete D20 conquistou um público bastante fiel entre frotistas e no meio rural. 

No entanto, essa caminhonete enfrentou uma concorrência fortíssima contra a picape Ford F1000 e até mesmo contra a Fiat Fiorino e, infelizmente, embora tenha ganhado algumas batalhas, acabou perdendo a guerra. Assim, a caminhonete D20 teve seu fim declarado em 1998.

Foto de Chevrolet D20 4.0 | DOK

Principais versões da caminhonete D20

Com cerca de 204.495 unidades vendidas em seus treze anos de produção, a Chevrolet D20, esteve disponível em diversas versões, desde modelos básicos, com e sem tração 4×4, a exemplares luxuosos, como a D20 Custom e até mesmo cabine dupla, como a D20 King Size.

Confira as imagens das versões de caminhonete D20 que mais fizeram sucesso, como a Deluxe, com carroceria de madeira e cabine dupla:

Quer manter seu veículo em dia?
  • D20 Deluxe:
Foto de Caminhonete D20 Deluxe | DOK
  • D20 carroceria de madeira:
Foto de Caminhonete D20 Carroceria de Madeira | DOK
  • D20 cabine dupla:
Foto de D20 Cabine Dupla | DOK

Caminhonete D20 consumo

Com capacidade de carga entre 1.000 e 1.100 kg e motor a diesel, a caminhonete D20 tinha o seguinte rendimento:

  • Cidade: entre 7 e 12 km/L, conforme a motorização do modelo;
  • Estrada: entre 9 e 14 km/L,conforme a motorização do modelo.

Saiba mais sobre veículos

Ei, Motorista! Se você chegou até aqui, achamos que também vai precisar saber disso. Confira:  


Vantagens e desvantagens da caminhonete D20

Para além das características já citadas anteriormente, existem outras vantagens e desvantagens associadas à caminhonete D20 que podem impactar na sua escolha. Confira as principais na tabela abaixo:

Vantagens e desvantagens da caminhonete D20
VantagensDesvantagens
Suporta grandes cargas e condições de uso severasA roda cair é um problema bastante recorrente em modelos desgastados
Mecânica simplesDiferencial é uma peça frágil na D20
VersatilidadeMuito suscetível a vazamentos
Peças de reposição relativamente fáceis de encontrarCostuma apresentar falhas elétricas
Bom valor de revenda, para modelos conservadosCarroceria mais suscetível à corrosão

Dicas para comprar uma D20 usada

Motorista, está à procura de uma caminhonete D20 à venda e quer fechar negócio? Então, confira as dicas a seguir:

Quer manter seu veículo em dia?
  • Estude o mercado: pesquise os preços de diferentes modelos e anos para encontrar a melhor oferta;
  • Consulte a placa do veículo: acesse o site do DOK e verifique o documento do veículo, consultando se há multas, IPVA, licenciamento e/ou outras pendências;
  • Investigue o histórico do veículo: solicite o histórico do veículo ao vendedor e faça uma vistoria completa para verificar se há algum problema;
  • Faça um test drive: assim, você poderá ter certeza de que gosta do carro e que ele está em boas condições;
  • Leve o carro a um mecânico: escolha um profissional de confiança para que ele faça uma avaliação completa do veículo;
  • Verifique peças de reposição: entenda a disponibilidade e o preço das peças de reposição da caminhonete D20 na sua região.

Como puxar o documento da caminhonete D20?

Para consultar se existem débitos associados ao veículo usado que você quer comprar de maneira fácil e segura, basta seguir o passo a passo:

  • Acesse o site do DOK;
  • Preencha o formulário no topo da página;
  • Informe a placa do veículo;
  • Insira um e-mail válido;
  • Selecione o estado no qual o veículo está registrado;
  • Clique em “Consultar grátis” e pronto!

Por fim, todos os débitos veiculares existentes aparecerão na página e, caso queira, você pode prosseguir para o pagamento. Se deseja apenas sondar a situação do veículo, sem problemas, motorista, é só fechar a página ao fim da consulta, sem pagar nada por isso.

Conclusão

Neste artigo, você pôde conhecer e relembrar algumas das principais características da caminhonete D20, como consumo, histórico de vendas, versões, além de dicas para fazer um bom negócio na hora de comprar a sua caminhonete D20 usada.

Motorista, se você adquiriu uma caminhonete D20 ou está pensando em comprar uma, lembre-se da importância de mantê-la regularizada. Para realizar isso de forma prática, fácil e sem burocracia, basta acessar o site do DOK e conhecer as opções de pagamento que se adequam ao seu orçamento.

Quer manter seu veículo em dia?

Aqui no DOK, você pode realizar o licenciamento online e ficar em dia com IPVA, multas e outros débitos veiculares sem pesar no bolso, tudo isso sem sair de casa.

Gostou do conteúdo? Então, tenho certeza que vai adorar conhecer o nosso blog. Para ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo automotivo, acompanhe-nos nas redes sociais Instagram, Facebook, YouTube, TikTok e LinkedIn.

Tags: caminhonete d20 4 portas, caminhonete d20 bau, caminhonete d20 cabine simples


Perguntas frequentes sobre caminhonete D20

Qual o valor de uma D20?

Em geral, os preços da D20 variam entre R$ 15.000 e R$ 80.000, no mercado de seminovos.

Qual o motor da D20?

A Chevrolet D20 teve diversos motores ao longo dos seus anos de produção. No entanto, os principais motores foram: 4.0 e 4.0 Turbo, a diesel, e 4.1 OHC e 4.1 MPFI, à gasolina.

Qual foi o último ano de fabricação da D20?

A caminhonete D20 teve sua produção encerrada em 1996, no Brasil, e em 1998, na Argentina.



Posts relacionados