Tudo o que você precisa saber sobre aquaplanagem

Por: Redator DOK

Publicado em 06 de janeiro de 2020 | Atualizado em 14 de fevereiro de 2024

aquaplanagem

Um dos maiores riscos que um motorista corre no trânsito é o fenômeno da aquaplanagem. Também conhecido como lençol de água, ocorre quando os pneus de um determinado veículo perdem o contato com o asfalto, dificultando a frenagem.

Geralmente, quando se dirige em um dia extremamente chuvoso, esse fenômeno ocorre com uma frequência muito grande, promovendo diversas situações de acidente de trânsito, colocando a vida das pessoas que transitam nas principais vias em perigo.

Sabendo de tudo isso, qual seria a melhor abordagem sobre este tipo de problema? Como posso evitar que isso possa ocorrer? Como o veículo deve estar preparado? Se acontecer esse tipo de situação, qual seria a melhor reação? Neste artigo vamos entregar ao condutor informações extremamente valiosas para tomar a melhor decisão possível. Confira!

Como exatamente acontece o fenômeno de aquaplanagem?

Como já foi dito, a aquaplanagem acontece quando os pneus do veículo deixam de entrar em contato com o asfalto, perdendo completamente a aderência. Isso acontece porque acaba formando uma espécie de “lâmina de água” que impede o contato dos pneus com local aonde o carro está circulando.

Mantenha seu veículo em dia!

Sem o contato de maneira correta, a capacidade de frear o veículo acaba ficando comprometida, o que pode representar um grande perigo, levando a acidentes terríveis nas principais vias das cidades brasileiras.

Esse tipo de situação é observado em dias extremamente chuvosos, em locais propícios, com um pequeno desnivelamento do asfalto o que facilita a formação da lâmina de água.

É muito importante ressaltar também que a velocidade do veículo tem impacto direto sobre a aquaplanagem. Em velocidades mais reduzidas, o fenômeno dificilmente acontece. Já em velocidades mais altas, a chance de acontecer o fenômeno é bem maior.

Medidas de segurança para evitar acidentes

Um ponto crítico é o estado de conservação dos pneus. Se os pneus estiverem muito desgastados, as chances de acontecer algum tipo de acidente aumentam consideravelmente. É muito importante que a manutenção preventiva dos pneus esteja atualizada para evitar qualquer tipo de situação arriscada. Para atualizar a manutenção dos pneus, recomendamos que:

  • Verifique a calibragem dos pneus mensalmente. A calibragem dos pneus abaixo de 30% do recomendado aumenta muito o risco de aquaplanagem.
  • Verifique o desgaste dos pneus e a profundidade da banda de rodagem mensalmente. Quanto mais profundidade houver, mais água os pneus conseguirão dispersar.
  • Faça o rodízio periódico dos pneus para que eles se desgastem por igual.

Uma medida mais interessante ainda seria adotar uma postura mais cautelosa quando é perceptível uma situação que pode haver esse tipo de fenômeno. A direção preventiva tem o objetivo de fornecer diretrizes capazes de evitar situações perigosas. Entre essas medidas, podemos citar:

  • Dirigir com a velocidade reduzida.
  • Aumentar a distância para com o veículo à sua frente
  • Estar atento aos outros motoristas a sua volta para poder antecipar qualquer movimento brusco
  • Caso esteja muito escuro, ligar os faróis para que os outros motoristas te vejam
  • Se a visão estiver muito comprometida, deslocar o veículo até ao acostamento ou a um local seguro.

Caso a aquaplanagem aconteça, o que fazer?

Primeiramente é manter a calma. Entrar em pânico durante o deslize do veículo sobre a via poderá ocasionar em um acidente muito grande. Portanto, por mais difícil que pareça, estar calmo nessas situações é a melhor medida.

Com a perda do controle, recomendamos que você reduza a velocidade e, logo após, tire o pé do acelerador de maneira lenta e gradual. Em aquaplanagem não é recomendável acionar os freios de maneira brusca, uma vez que isso pode levar a perda da parte dianteira ou traseira do veículo, levando o mesmo a rodopiar.

Se o veículo possuir o sistema de freio ABS, que não travam as rodas, recomendamos que, de maneira bem lenta, você possa acionar o pedal do freio até recuperar o controle total do carro.

Mantenha as mãos firmes ao volante sem qualquer movimento brusco para que o carro não gire de maneira descontrolada. Mantenha-se nessa posição até perceber que os pneus voltaram a ter contato com a superfície.

Curvas

É importante ressaltar uma situação única, que seria a aquaplanagem em curvas. Para lidar com esse tipo de situação recomendamos que você mantenha o volante voltado para o traçado da curva e não virar mais até recuperar o controle do veículo.

Esperar até que a curva acabe e, por fim, faça as mudanças necessárias na direção. Geralmente, a aquaplanagem em curvas exige uma maior habilidade do motorista, já que em retas a situação é mais simples de resolver.

Portanto, a melhor medida sempre será a adoção de uma direção defensiva que possa melhorar os índices de segurança no trânsito brasileiro. Estar sujeito a essa situação, representa um grande risco a você e pessoas que possam estar por perto, sendo afetadas por esse tipo de fenômeno.

Além disso, é preciso estar sempre atento às condições do veículo. A manutenção dos pneus e freios precisa estar de acordo com as orientações do fabricante para o melhor desempenho possível. Caso contrário, você estará sujeito às circunstâncias do tempo, o que poderá ser fatal.

Deste modo, com todas as medidas preventivas junto com a capacidade de lidar com a situação em vias, podemos dizer que a segurança sobre esse tipo de fenômeno aumenta de maneira considerável. É preciso entender que, quando estamos ao volante, não é somente a nossa vida que está em nossas mãos, mas também as pessoas que estejam circulando por perto quando estamos dirigindo.

Com tamanha consciência, dificilmente haveriam tantos acidentes de trânsito no Brasil. Infelizmente, esse tipo de conduta não é um hábito em território nacional. Com o tempo, talvez possa haver a possibilidade da melhoria com a divulgação de informações mais relevantes.



Posts relacionados